Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CGD pode controlar 0,61% da Euronext; recebe 5,35 milhões de euros por acções da BVLP

A CGD, que detém 15,3% da BVLP, deverá receber em toca desta posição 0,612% do capital da Euronext e ainda uma contrapartida em dinheiro no valor de 5,35 milhões de euros, segundo os cálculos efectuados pelo Negocios.pt.

João Mata 08 de Janeiro de 2002 às 21:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Caixa Geral de Depósitos (CGD), que detém 15,3% da Bolsa de Valores de Lisboa e Porto (BVLP), deverá receber em toca desta posição acções representativas de 0,612% do capital da Euronext e ainda uma contrapartida em dinheiro no valor de 5,35 milhões de euros, segundo os cálculos efectuados pelo Negocios.pt.

A BVLP e a Euronext já assinaram um acordo definitivo visando uma fusão entre as duas Bolsas, estando actualmente a decorrer, desde o passado dia 20 de Dezembro, o período da oferta para a troca das acções da BVLP por títulos da plataforma bolsista pan-europeia.

Os accionistas da BVLP que aceitarem a oferta vão receber 0,806475 títulos da Euronext por cada título que detenham na Bolsa nacional, mais 5,83 euros (1.168 escudos) em dinheiro, avaliando a BVLP num montante global de 130 milhões de euros (26 milhões de contos).

A operação prevê que os accionistas da BVLP passem a controlar no seu conjunto 4% do capital da Euronext, aquando da conclusão da fusão.

O Grupo CGD controla 918.138 acções da Bolsa nacional, o correspondente a uma participação de 15,3%, pelo que segundo os cálculos do Negocios.pt, considerando os termos que constam da oferta, terá a receber 0,61% da Euronext e ainda uma contrapartida em dinheiro no valor de 5,35 milhões de euros.

A participação global do grupo financeiro estatal incorpora não só os 8,93% da BVLP detidos directamente pela CGD, mas também os 4,41% controlados pela corretora Caixa Valores e os 1,96% que estão na posse da Caixa-Banco de Investimento.

BCP com 0,44% da Euronext; 3,85 milhões de euros

Segundo os dados disponibilizados pela BVLP relativos às participações qualificadas no seu capital, o Banco Comercial Português (BCP) [BCP] será o segundo grupo financeiro que mais irá beneficiar da operação, visto deter 11,02% da BVLP, considerando a posição de 6% controlada directamente pelo BCP e a participação de 5,02% detida pelo BCP Investimento.

Tendo em conta estas posições, o banco liderado por Jardim Gonçalves irá receber, caso aceite a oferta, um total de 0,44% do capital da Euronext e ainda 3,85 milhões de euros em numerário.

O Banco Bilbao Vizcaya Argentaria (BBVA), através das acções controladas directamente e da participação que está na posse da sua corretora Midas, que ascendem no seu conjunto a 6,98% da BVLP, deverá receber 0,28% da Euronext, acrescidos de 2,44 milhões de euros.

A BPI Dealer, corretora do banco liderado por Artur Santos Silva, terá a receber 1,54 milhões de euros e acções representativas de 0,18% da Euronext, enquanto para o Banco Nacional de Crédito Imobiliário está reservada uma participação de 0,17% naquela plataforma bolsista e 1,46 milhões de euros em dinheiro.

Segundo já adiantaram a BVLP e a Euronext, a integração operacional das duas instituições deverá estar concluída no decorrer do primeiro trimestre de 2003.

Outras Notícias