Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Citigroup vai despedir 17 mil trabalhadores

O Citigroup planeia despedir 17 mil trabalhadores, ou seja, 5% da sua força de trabalho. Estes despedimentos fazem parte de um plano de reestruturação que visa reduzir os gastos anuais do banco em 4,6 mil milhões dólares durante os próximos três anos.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 11 de Abril de 2007 às 13:14
  • Partilhar artigo
  • ...

O Citigroup planeia despedir 17 mil trabalhadores, ou seja, 5% da sua força de trabalho. Estes despedimentos fazem parte de um plano de reestruturação que visa reduzir os gastos anuais do banco em 4,6 mil milhões dólares durante os próximos três anos.

Além dos despedimentos, o banco vai encerrar escritórios e transferir 9.500 dos seus 327 mil trabalhadores para localizações mais baratas, anunciou esta manhã o presidente-executivo do Citigroup, Charles Prince. "Queremos eliminar todos os custos administrativos, organizacionais e tecnológicos que não contribuem para melhorar os serviços e produtos oferecidos aos nossos clientes", acrescentou Charles Prince.

Prince, que tomou posse como CEO em Outubro de 2003, tem sido alvo de fortes criticas por parte dos accionistas do banco depois das despesas terem crescido duas vezes mais rápido que as receitas em 2006. Só no ano passado, o banco norte-americano abriu 1.150 novos balcões.

Desde Outubro de 2006, as acções do Citigroup já valorizaram 13%. No entanto, os títulos dos rivais Bank of America e JPMorgan subiram mais de 30% no mesmo período. Para Shigeki Makino, da Putnam Global Equity Fund, a permanência de Prince à frente do Citigroup vai depender precisamente do valor das acções.

De acordo com os analistas contactados pela agência Bloomberg, os lucros do Ctigroup no primeiro trimestre do ano cresceram menos que 1% para 1,09 dólares por acção.

Outras Notícias