Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Clientes da CGD voltam a ser alvo de piratas informáticos (act)

Os clientes on-line da Caixa Geral de Depósitos e público em geral voltaram este fim-de-semana a ser alvo de ataques de piratas informáticos por via e-mail, o denominado «phishing». A instituição financeira estatal diz que estes são de «fraca qualidade»,

Susana Domingos sdomingos@negocios.pt 31 de Julho de 2006 às 14:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

(actualiza com comunicado da CGD)

Os clientes on-line da Caixa Geral de Depósitos e público em geral voltaram este fim-de-semana a ser alvo de ataques de piratas informáticos por via e-mail, o denominado «phishing». A instituição financeira estatal diz que estes são de «fraca qualidade», mas alerta os clientes para as regras de segurança básicas a tomar.

Em Fevereiro os clientes do Millennium bcp foram alvo de uma tentativa de fraude semelhante. Os clientes on-line da CGD estão a receber um e-mail pirata onde se solicita o preenchimento de um formulário para confirmação dos dados das contas, necessário para a reactivação das contas. A razão apresentada desta vez é a necessidade de detectar «lavagem» de dinheiro.

Nesse e-mail fraudulento, escrito em português do Brasil, os clientes são incitados a preencher o formulário, que mais não é do que uma página fictícia da CGD, para a introdução dos seus dados pessoais.

Num comunicado, a Caixa confirma que nas últimas horas vários clientes da CGD e público em geral têm recebido e-mails de origem desconhecida que se fazem passar por e-mails da Caixa Geral de Depósitos.

Segundo a instituição financeira estatal, neste caso os e-mails recebidos «têm uma fraca qualidade da comunicação, contendo diversos erros ortográficos, pelo que a sua origem duvidosa é facilmente detectável»., Ainda assim, alerta os seus clientes para terem em atenção as seguintes regras básicas para a utilização segura dos serviços de internet banking (ver caixa).

Esta não é a primeira vez que os clientes da CGD são alvo de esquemas fraudulentos como este. Em 2005 foram vários os ataques efectuados, não só aos clientes da CGD como aos de outras instituições bancárias a operar em Portugal.

O mais recente ocorreu no Millennium bcp em Fevereiro deste ano. Na altura os responsáveis do banco liderado por Paulo Teixeira Pinto alertaram os seus clientes para esta questão e enviaram um comunicado para a comunicação social onde referem que o «Millennium bcp monitoriza 24 horas por dia o comportamento do seu portal internet estando apetrechado com os melhores padrões de fiabilidade e segurança do ponto de vista tecnológico e do processo de gestão». 

Os especialistas recomendam que os utilizadores pura e simplesmente ignorem e apaguem a mensagem, não abrindo o email em circunstância alguma.

Ver comentários
Outras Notícias