Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Co-presidente do Deutsche Bank diz que banqueiros continuam a receber demasiado dinheiro

O co-presidente executivo do Deutsche Bank, John Cryan, afirmou que os banqueiros recebem demasiado dinheiro e que esperam regalias demasiado rápido. "É como dar um doce a uma criança, depois é difícil tirá-lo", comparou o responsável.

André Vinagre andrevinagre@negocios.pt 24 de Novembro de 2015 às 10:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

"Muitas pessoas no sector ainda acreditam que os banqueiros devem receber salários empresariais por irem trabalhar, ter um salário regular, reforma e provavelmente um sistema de saúde por brincarem com o dinheiro das outras pessoas", disse John Cryan numa conferência em Frankfurt esta segunda-feira, 23 de Novembro. "Não há nada de empresarial nisso", concluiu.

 

John Cryan, que assumiu o cargo de co-CEO do Deutsche Bank em Julho, disse que os gestores devem adiar os bónus para que os funcionários não sejam recompensados por trabalho que ainda não tenha dado frutos.

 

O co-CEO também mostrou preocupação por muitos executivos usarem títulos superiores, atenuando a importância da hierarquia. "Há algum valor em um banqueiro ter um título sofisticado porque pode obter uma melhor reunião com um cliente. [Mas para os investidores] esse título nunca é usado no contexto dos negócios do dia-a-dia", referiu citado pela Bloomberg.

 

John Cryan explicou que os bancos devem "recalibrar" a maneira como pagam aos funcionários para reflectir o período que eles geram valor. "Devemos reflectir na contribuição pessoal sobre um maior período do que um ano", afirmou.

 

As declarações do co-presidente executivo do Deutsche Bank já motivaram reacções. Jason Kennedy, líder da empresa de recrutamento britânica Kennedy Group, afirmou que estas declarações são "um sinal de alarme". "A primeira prioridade dos bancos é gerar capital em vez de ser pagar aos seus funcionários. É como dizer que o Natal foi cancelado", concluiu citado pela Bloomberg.

Ver comentários
Saber mais Deutsche Bank John Cryan bancos banqueiros
Outras Notícias