Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Cofina com lucro de 1 milhão de euros até Março

O grupo de media registou um lucro de 1 milhão de euros no primeiro trimestre do ano, um valor em linha com o período homólogo. As receitas caíram 3,6% devido à diminuição dos proveitos de circulação e de publicidade.

24.º - Paulo Fernandes
Cofina (dona do Negócios) atingiu sonho de ter TV. Altri atinge melhores resultados de sempre.
Sara Ribeiro sararibeiro@negocios.pt 05 de Maio de 2016 às 18:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A Cofina obteve um resultado líquido de 1 milhão de euros nos primeiros três meses do ano. Um valor que representa uma ligeira queda de 0,5% face aos resultados alcançados no mesmo período de 2015.

As receitas do grupo de media, dono do Correio da Manhã, Jornal de Negócios, Sábado e Record, recuaram 3,6% para os 22,6 milhões de euros, "com as receitas de circulação a diminuírem 0,2% e as de publicidade 10,8%", explica a empresa liderada por Paulo Fernandes (na foto), em comunicado emitido esta quinta-feira à CMVM.

Já os custos diminuíram 3% para os 19,7 milhões de euros. No entanto, "esta descida não compensou a quebra verificada nas receitas motivando uma descida do EBITDA de 7,6% para os 2,9 milhões de euros". A margem EBITDA recuou 0,5 pontos percentuais para 12,8%.

No final de Março de 2016, a dívida líquida da Cofina situava-se em 60,6 milhões de euros, uma redução face aos 67,6 milhões de euros verificados a 31 de Março de 2015.

Por segmentos, a rubrica da área de jornais alcançou receitas totais de cerca de 18,5 milhões de euros no primeiro trimestre, um decréscimo de 3,7% face ao mesmo período do ano anterior. Pelo contrário, os proveitos provenientes de circulação registaram um aumento de 1,2%, para 10,3 milhões euros.

 

As receitas de publicidade recuaram 9,4%, tendo atingido cerca de 5,5 milhões de euros. Os proveitos associadas ao marketing alternativo seguiram a mesma tendência, tendo as receitas caído 8,8% para 2,9 milhões de euros.

O segmento de revistas registou receitas de 4,1 milhões de euros, reflectindo um decréscimo de cerca de 3,3% face a 2015.

Neste campo, as receitas de circulação caíram 6,1% para 2,3 milhões de euros e a publicidade 16,6% para 1,1 milhões de euros.

Os proveitos associados a produtos de marketing alternativo aumentaram 57,4% para 0,7 milhões de euros.

 

Ver comentários
Saber mais Cofina Correio da Manhã Jornal de Negócios Record Paulo Fernandes Sábado media
Outras Notícias