Comércio Comércio a retalho trava no final do ano na Zona Euro

Comércio a retalho trava no final do ano na Zona Euro

O volume de comércio a retalho na área da união monetária decresceu 1,1% em Dezembro face ao mês anterior, penalizado pela queda dos combustíveis e dos produtos não-alimentares. Em Portugal este indicador avançou 0,3% em Dezembro depois de ter disparado mais de 4% em Novembro.
Comércio a retalho trava no final do ano na Zona Euro
Negócios 05 de fevereiro de 2018 às 10:43

O último trimestre do ano passado não foi uniforme no que diz respeito ao volume de comércio a retalho. Em Outubro, este indicador sofreu uma diminuição de 1,2% face a Setembro, tendo avançado 2% em Novembro comparando igualmente com o mês anterior. Em Dezembro, o volume de comércio a retalho decresceu 1,1% face ao mês anterior, mostram os dados revelados esta segunda-feira, 5 de Fevereiro, pelo Eurostat.

No último mês do ano, que inclui a época natalícia, a evolução do volume de comércio a retalho foi penalizada pelo segmento do combustível automóvel – que desceu 1,5% - e pelo segmento dos produtos não-alimentares – dentro deste, a área dos têxteis, vestuário e calçado foi o que caiu mais.

No caso de Portugal, o volume de comércio a retalho cresceu 0,3% face ao mês anterior. Em Novembro, este indicador tinha crescido 4,1% face a Outubro, mostram os dados do gabinete europeu de estatística.

Olhando para a União Europeia, o volume de comércio a retalho decresceu 1% em Dezembro face ao mês anterior, pressionado pela área dos produtos não-alimentares.

As maiores subidas deste indicador registaram-se em Malta, Estónia e Roménia. Por outro lado, as maiores quedas foram registadas no Luxemburgo e na Irlanda.

Comparando com Dezembro de 2016, o volume de comércio a retalho aumentou 1,9% na Zona Euro e 2,4% na União Europeia no último mês do ano passado.