Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Commerzbank pode eliminar 9 mil empregos e suspender dividendo

O segundo maior banco alemão pretende poupar mil milhões de euros com este plano de corte de custos que passa pela eliminação de empregos e adiamento do regresso ao pagamento de dividendos.

Reuters
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 27 de Setembro de 2016 às 11:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

A banca alemã está a viver tempos turbulentos. Depois do Deutsche Bank ter provocado fortes perdas nas bolsas na última sessão, agora é a vez do Commerzbank ser notícia pelas piores razões.

De acordo com o Handelsblatt, o segundo maior banco alemão pretende eliminar 9 mil empregos e suspende o pagamento de dividendos. Medidas para contrariar a tendência de queda nos resultados, num contexto em que as instituições financeiras têm sido penalizadas pelo baixo nível das taxas de juro.

A notícia está a ter impacto nas acções do Commerzbank, que cedem 2,51% para 5,89 euros, aliviando de uma queda máxima de mais de 3% e depois de ontem terem fechado o dia a cair mais de 4%.

Segundo o jornal alemão, este plano de corte de custos a implementar até 2020 pelo novo CEO Martin Zielke prevê poupanças de mil milhões de euros. O anterior CEO, martin Blessing, tinha concretizado um plano de corte de 5.200 empregos. No final de Junho o banco empregva cerca de 50 mil pessoas.

Em Fevereiro o Commerzbank tinha anunciado que pretendia pagar um dividendo de 20 cêntimos por acção este ano, na primeira remuneração aos accionistas desde 2007. Um regresso aos dividendos que pode agora estar ameaçado, refere o jornal alemão.

O plano estratégico do Commerzbank, banco onde o Estado alemão é accionista, deverá ser anunciado a 4 de Outubro, num evento para investidores que está agendado para Londres neste dia.

Ver comentários
Saber mais Commerzbank Deutsche Bank Martin Zielke
Mais lidas
Outras Notícias