Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Companhias aéreas e retalhistas contrariam perdas das petrolíferas

As bolsas europeias fecharam mistas, com as valorizações das retalhistas e das companhias aéreas a contrariarem as perdas das petrolíferas. O DJ Stoxx 50 avançou 0,1% para os 2.909.74 pontos.

Negócios negocios@negocios.pt 08 de Abril de 2005 às 18:14

As bolsas europeias fecharam mistas, com as valorizações das retalhistas e das companhias aéreas a contrariarem as perdas das petrolíferas. O DJ Stoxx 50 avançou 0,1% para os 2.909.74 pontos.

O petróleo a recuava hoje pela quinta sessão consecutiva, cotando abaixo dos 54 dólares em Nova Iorque e em Londres. Esta tendência do petróleo beneficia as companhias aéreas, devido aos custos com os combustíveis, e penaliza as empresas petrolíferas. As retalhistas também impulsionaram os índices, depois do «Wall Street Journal» ter noticiado que a Boots poderá ser alvo de uma aquisição e o presidente da Metro ter dito à Reuters que as perspectivas no mercado alemão estão a melhorar.

O CAC 40 fechou sem variação nos 4.124,29 pontos, com as acções da Air France KLM a apreciarem 0,58% para os 13,83 euros. A Thales, a Vivendi Universal, a Vinci e a Michelin subiram mais de 1%.

Em Frankfurt o DAX apreciou 0,25% até aos 4.400,68 pontos. A Deutsche Lufthansa subiu 1,09% para os 11,16 euros e a retalhista Metro apreciou 1,89% até aos 44,20 euros.

Na praça de Londres o FTSE avançou 0,13% até aos 4.983,60 pontos. As farmacêuticas impulsionaram o índice, com a Astrazeneca a subir 0,32% e a GlaxoSmithKline a crescer 0,66%, contrariando as perdas de quase 1% da BP e da Shell.

O IBEX de Madrid decresceu 0,07% para os 9.385,80 pontos. A companhia aérea Ibéria Ibéria chegou a subir mais de 1% mas acabou a sessão inalterada, sendo que as acções da Repsol e da Telefónica Moviles pressionaram o índice, com perdas acima de 1%.

Na bolsa de Amesterdão, o AEX aumentou 0,22% para os 373,61 pontos. A ASML, empresa do sector dos «chips», ganhou 2,31% e a retalhista Ahold apreciou 1,74% para os 6,43 euros. A Royal Dutch caiu 0,73% para os 47,65 euros.

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio