Automóvel Concessão da rede Mobi.e com 13 interessados

Concessão da rede Mobi.e com 13 interessados

O ministro do Ambiente, Matos Fernandes, revelou que o concurso para a concessão da rede Mobi.e teve 13 propostas.
Concessão da rede Mobi.e  com 13 interessados

O concurso para a concessão da rede de carregadores para carros elétricos Mobi.e somou 13 propostas. A informação foi divulgada esta quarta-feira, 11 de março, pelo ministro do Ambiente, Matos Fernandes, no Parlamento.

"Foram apresentadas propostas por parte de 13 concorrentes para a concessão dos últimos carregadores diretamente explorados pela Mobi.e" no âmbito do concurso que terminou no passado dia 2 de março, referiu o responsável que está a ser ouvido na Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação.

Matos Fernandes aproveitou ainda para sublinhar que "a venda de carros elétricos no passado mês de janeiro, bateu um novo recorde, e ultrapassou os 10% de quota de mercado. E estes números não estão ainda contabilizados nas estatísticas publicadas na semana passada que registam que em Portugal, de 2018 para 2019, houve uma redução de 22% das emissões por quilómetro percorrido", acrescentou.

O concurso público internacional prevê a concessão por 10 anos e os 643 postos aos quais se podem juntar 20 postos de câmaras municipais são repartidos em 11 lotes com cerca de 60 postos cada. Cada concorrente podia fazer propostas aos lotes que quisesse, mas só poderia ganhar no máximo três lotes.

Além disso, cada lote tem um preço base que varia entre 149 mil e 154 mil euros, o que garante ao Estado um encaixe mínimo de 1,65 milhões de euros.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI