Tecnologias Concorrência em Bruxelas abre nova investigação sobre a Google

Concorrência em Bruxelas abre nova investigação sobre a Google

Depois de já ter sido alvo de uma soma de multas de 9,5 mil milhões de dólares no últimos dois anos, a Google enfrenta uma nova investigação, aberta pela mesma comissária, Margrethe Vestager.
Concorrência em Bruxelas abre nova investigação sobre a Google
EPA/Lusa
Negócios 28 de agosto de 2019 às 09:56

A Comissão Europeia está a avançar com uma nova investigação sobre a Google. Desta vez, o escrutínio incide sobre a ferramenta de procura de emprego da gigante tecnológica.

A "Google for Jobs" está sob o radar do braço responsável pela Concorrência em Bruxelas, liderado por Margrethe Vestager (na foto), e cujos braços-de-ferro com a tecnológica já deram origem a uma multa de 2,7 mil milhões de dólares, aplicada em 2017.

No anúncio da investigação, feito pela comissária esta terça-feira, Vestager traçou vários paralelos entre este caso e aquele que deu origem à multa superior a dois mil milhões de dólares.

A mais recente investigação foi motivada por uma carta, dirigida à comissária, e assinada por plataformas de pesquisa de emprego rivais da Google, na qual era pedido um escrutínio urgente. Em causa está a possibilidade de a empresa estar a beneficiar a sua ferramenta de procura de emprego ao dar-lhe primazia nos resultados do motor de busca.

Nos últimos dois anos, a Google já foi alvo de uma soma de 9,5 mil milhões de dólares em multas decretadas pela União Europeia, acusada de quebrar regras de concorrência. Este tipo de investigação pode levar anos a concluir mas acabar por resultar em multas cujo valor representa 10% das receitas anuais da empresa em questão.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI