Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Concorrência já está a avaliar venda da Generis

Os indianos da Aurobindo Pharma vão comprar a Generis por 135 milhões de euros. São menos 65 milhões de euros do que o actual proprietário, o Magnum Capital Partners, pagou em 2008 pela empresa.

Negócios jng@negocios.pt 03 de Fevereiro de 2017 às 11:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A compra da farmacêutica portuguesa Generis pelos indianos da Aurobindo Pharma já está a ser analisada pela Autoridade da Concorrência. A confirmação foi dada esta sexta-feira, 3 de Fevereiro, através de um anúncio publicado na imprensa.

Em Janeiro, a Aurobindo Pharma, através da sua subsidiária holandesa Agile Pharma, fechou o acordo para comprar a totalidade da Generis por 135 milhões de euros. O anúncio confirma a intenção de "controlo exclusivo" e dá a terceiros interessados o prazo de 10 dias úteis para se pronunciarem sobre o negócio.


Os indianos passarão assim a controlar a unidade de produção da Amadora, com capacidade para fabricar 1,2 mil milhões de comprimidos por ano. A Aurobindo já era composta em Portugal pela Aurovitas, pela Aurobindo Pharma. A expectativa é de que o negócio esteja fechado ainda em Fevereiro.


O valor de 135 milhões de euros pelo qual o Magnum Capital Partners, liderado por João Talone, aliena agora a Generis é inferior aos 200 milhões anunciados em Novembro de 2008 para comprar a empresa à Farma APS. São 65 milhões de euros de diferença.


O portefólio de produtos da Generis inclui medicamentos para a área cardiovascular, anti-infecciosos e sistema génito-urinário. Junto com a Aurobindo Pharma, será criado o grupo líder no mercado farmacêutico português, com uma carteira com mais de 270 produtos genéricos, escrevia a Lusa em Janeiro.


"O acompanhamento do desenvolvimento da Generis foi uma experiência única e fantástica. É um orgulho vermos esse trabalho reconhecido pelo grupo farmacêutico Aurobindo", reagiu na altura João Talone em comunicado.


"O novo accionista terá um impacto muito positivo, abrindo um novo ciclo. A sua presença mundial vai permitir transformar a Generis numa plataforma de produção global, reforçando as exportações e a criação de novos postos de trabalho", acrescentou.

Ver comentários
Saber mais Aurobindo Pharma Autoridade da Concorrência Agile Pharma Amadora Magnum Capital Partners João Talone macroeconomia Generis indústria farmacêutica medicamentos
Mais lidas
Outras Notícias