Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Conseguirá a Apple sobreviver ao afastamento de Steve Jobs?

De camisola preta, jeans e ténis, ele é o emblemático "iCEO" da Apple. Foi o seu fundador, foi despedido e contratado de novo. Regressou melhor que nunca, empurrando a Apple outra vez para uma trajectória de crescimento. Se foi pelas suas mãos que surgiu o iMac (Macintosh), foi com o seu regresso que surgiu o iPod e revolucionário iPhone.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 16 de Janeiro de 2009 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
De camisola preta, jeans e ténis, ele é o emblemático "iCEO" da Apple. Foi o seu fundador, foi despedido e contratado de novo. Regressou melhor que nunca, empurrando a Apple outra vez para uma trajectória de crescimento. Se foi pelas suas mãos que surgiu o iMac (Macintosh), foi com o seu regresso que surgiu o iPod e revolucionário iPhone.

Após muitos rumores, Steve Jobs confessa que a doença está a dominá-lo e que terá que se ausentar até Junho. As dúvidas aumentam: o que será da Apple sem Jobs?

Os investidores estão inseguros e as casas de investimento mostram muitas cautelas. Alguns analistas defendem até que a estratégia da Apple poderá ter que mudar devido a esta ausência do CEO. A RCB Capital Maker alterou o "rating" da companhia para "underperformed", uma vez que "as expectativas de crescimento da empresa foram reduzidas", diz numa nota citada pela Bloomberg.

No entanto, o "research" da Kintisheff refere que "a curto prazo este afastamento de Steve Jobs não afectará a empresa". No mesmo documento diz ainda que "é muito mais importante que a empresa melhore os seus resultados". O regresso de Jobs à empresa trouxe mais competitividade, acrescenta, pelo que o seu afastamento fez com que a Kintisheff tenha modificado a sua forma de avaliar a Apple, em 2009.

Em muitas empresas o estado de saúde do CEO não é importante para o mercado. "No entanto, a figura de Jobs está intimamente ligada à Apple, o que poderá influenciar o mercado" e consequentemente as suas acções, refere o "New York Times". Assim, a Apple poderá ter que notificar a Securities and Exchange Commission (SEC) do estado de saúde de Jobs, defendem alguns analistas.

logo_empresas
Ver comentários
Outras Notícias