Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Conselho de Ministros aprova contratos de investimento com a Galp e com a Faurecia

O Conselho de Ministros aprovou dois contratos de investimento, um entre o Estado português, a Galp e a Petrogal e o segundo com a Faurecia – Assentos de Automóvel, Limitada. Estes contratos têm por objectivo modernizar as refinarias de Sines e Matosinhos

Lara Rosa lararosa@negocios.pt 06 de Março de 2008 às 16:21
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Conselho de Ministros aprovou dois contratos de investimento, um entre o Estado português, a Galp e a Petrogal e o segundo com a Faurecia – Assentos de Automóvel, Limitada. Estes contratos têm por objectivo modernizar as refinarias de Sines e Matosinhos e a unidade fabril da Faurecia.

O contrato de investimento celebrado com as petrolíferas e o Estado, representado pela Agência para o Investimento e o Comércio Externo de Portugal E.P.E., "visa a modernização das unidades de Matosinhos e Sines da Petrogal, adaptando-as às exigências do mercado e acrescentando novas unidades de conversão, tecnologicamente adaptadas para transformar as fracções mais pesadas do crude, em destilados leves e médios, designadamente, petróleo e gasóleo", refere o comunicado do Conselho de Ministros.

A Petrogal tem por objectivo "aumentar a rendibilidade dos investimentos" e melhorar a integração das refinarias de Sines e Matosinhos para "alcançar um processo integrado e complementar de refinação".

Este investimento será de cerca mil milhões de euros e criará 150 postos de trabalho. A Petrogal poderá aumentar a "capacidade de refinação da empresa, em particular no que respeita à produção de gasóleo" o que permite reduzir as despesas energéticas com o exterior.

O segundo contrato de investimento "visa a modernização da unidade industrial da empresa Faurecia, localizada em São João da Madeira, com o objectivo de incrementar os seus níveis de produtividade, garantir elevados padrões de qualidade, aumentar a sua rentabilidade e garantir a sua competitividade" segundo o mesmo comunicado.

O investimento será de 9,6 milhões de euros e "vem contribuir para a manutenção dos actuais postos de trabalho" da Faurecia que é uma das maiores empresas nacionais de produção e comercialização de automóveis.

Ver comentários
Outras Notícias