Banca & Finanças Constitucional pediu esclarecimentos adicionais a presidente da CGD
Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium Se já é assinante, faça LOGIN

Constitucional pediu esclarecimentos adicionais a presidente da CGD

António Domingues recusou a entrega de declaração de património na CGD. Paulo Macedo substituiu-o e já estava habituado: teve de fazê-lo no Fisco e no Governo. Mesmo assim, foi chamado a prestar esclarecimentos.
Constitucional pediu esclarecimentos adicionais a presidente da CGD
Diogo Cavaleiro 31 de janeiro de 2018 às 23:11

Paulo Macedo foi para a Caixa Geral de Depósitos por um motivo: Tribunal Constitucional (TC). Foi a obrigatoriedade de o presidente do banco público ter de entregar no Palácio Ratton a declaração de património )

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 22:00
Saiba mais
pub