Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Consumo de cerveja no Reino Unido atinge nível mais baixo desde 1930

As vendas de cerveja nos "pubs" do Reino Unido atingiram o nível mais baixo desde 1930, de acordo com a Associação Britânica de Pubs e Cerveja. Desde 1979, as vendas em "pubs" caíram 49% mas foram compensadas pelas vendas em supermercados e lojas dedicada

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 20 de Novembro de 2007 às 12:54
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As vendas de cerveja nos "pubs" do Reino Unido atingiram o nível mais baixo desde 1930, de acordo com a Associação Britânica de Pubs e Cerveja. Desde 1979, as vendas em "pubs" caíram 49% mas foram compensadas pelas vendas em supermercados e lojas dedicadas exclusivamente à venda de álcool.

Na sequência deste números, a Associação Britânica de Pubs e Cerveja (BBPA) enviou, esta manhã, uma carta aos deputados britânicos, onde pede que não seja aumentado o imposto sobre a cerveja. A associação realça que a subida dos preços da cevada e do malte e o alto custo da energia estão a prejudicar o sector cervejeiro.

De acordo com a BBPA (que reúne 98% dos fabricantes de cerveja do Reino Unido e quase dois terços dos 58 mil ‘pubs’ do país), os impostos sobre a cerveja aumentaram em 27% desde 1997, valor que compara com os 16% de aumento sobre o vinho e de 3% sobre os licores.

Entretanto, o jornal inglês "Guardian" noticia na sua edição "online" que o preço da cerveja pode subir mais de 60%. "O preço médio de uma cerveja pode chegar às quatro libras, depois do mau tempo ter forçado a subida do preço do lúpulo [planta usada no fabrico da cerveja]", refere o jornal.

Segundo as previsões da Scottish & Newcastle, que controla a 100% a Central de Cervejas, os preços da cerveja vão subir acima da taxa de inflação prevista para o próximo ano. A empresa anunciou hoje que os lucros do primeiro semestre caíram 3,1%.

Mais lidas
Outras Notícias