Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Costa Pina garante que Estado não dará instruções à CGD

O secretário de Estado do Tesouro e Finanças, Carlos Costa Pina, garantiu hoje que o Estado não vai dar instruções à Caixa Geral de Depósitos (CGD) sobre a posição a tomar na assembleia-geral da Portugal Telecom de sexta-feira.

Maria João Babo mbabo@negocios.pt 28 de Fevereiro de 2007 às 13:17
  • Partilhar artigo
  • ...

O secretário de Estado do Tesouro e Finanças, Carlos Costa Pina, garantiu hoje que o Estado não vai dar instruções à Caixa Geral de Depósitos (CGD) sobre a posição a tomar na assembleia-geral da Portugal Telecom de sexta-feira.

À margem do II Seminário Internacional SEPA 2007, Carlos Pina afirmou que "é normal que as pessoas falem sobre essas questões, que troquem impressões, mas orientações, indicações ou instruções seguramente não haverá".

O secretário de Estado sublinhou ainda que "a CGD é independente na gestão da sua carteira de participações e nós respeitamos essa independência", acrescentando que o banco público "ajuizará aquilo que é a opção mais adequada tanto na perspectiva da CGD como na perspectiva de criação de valor para o accionista, como disse o próprio presidente da CGD".  

Relativamente à posição que o Estado vai tomar sexta-feira, quando será discutida a desblindagem dos estatutos da PT, Carlos Pina considerou que "não seria adequado dizer antes da data aquilo que vai ser dito na assembleia-geral".

"No limite temos até sexta-feira às 15 horas todo o tempo para tomar uma decisão e ponderar qual a decisão a tomar. Vamos aproveitar esse tempo", afirmou. Reconheceu, no entanto, que "a decisão está praticamente tomada", apesar de "não ser adequado revelá-la agora".      

Ver comentários
Outras Notícias