Trading Credit Suisse prevê que Tesla perca liderança do mercado e afunde 40% em bolsa

Credit Suisse prevê que Tesla perca liderança do mercado e afunde 40% em bolsa

O estrelato da Tesla como fabricante de veículos elétricos líder pode estar prestes a desvanecer-se, diz o Credit Suisse.
Credit Suisse prevê que Tesla perca liderança do mercado e afunde 40% em bolsa
Paulo Duarte
Negócios 14 de novembro de 2019 às 15:15
O Credit Suisse acredita que os dias da Tesla como líder de mercado estão a esgotar-se. Os novos modelos da Ford podem infligir um golpe duro na empresa de Elon Musk já no próximo ano, e a sangria nas ações pode ir até aos 40%, dizem os analistas do banco suíço.

Com uma quota de mercado de 80%, a Tesla tem agora uma janela de oportunidade com a posição de liderança", escrevem os analistas do Credit Suisse numa nota enviada aos investidores e citada pela CNBC.

Contudo, a instituição não está otimista quanto ao futuro da empresa, que, diz, "arrisca-se a não capitalizar esta oportunidade". O Credit Suisse começou a cobrir a ação em junho, altura na qual atribuía um preço-alvo de 200 dólares – que mantém até hoje e que implica uma desvalorização de 40% nos títulos em comparação com o preço de fecho da sessão anterior, os 346,11 dólares. Esta quarta-feira, as ações da Tesla estão a desvalorizar 0,48% para os 344,45 dólares.

"O novo veículo elétrico da Ford deverá oferecer uma alternativa mais atrativa dentro do intervalo de preços do Model do que os restantes concorrentes, especialmente tendo em conta o foco no desempenho", preveem os mesmos analistas.

A Ford lança este domingo o Mach-E, que vai inserir-se no grupo dos carros de luxo de marca e ter um valor entre 40.000 e 50.000 dólares, e uma autonomia de 300 milhas.  




pub

Marketing Automation certified by E-GOI