Obrigações Dagong sobe rating do Novo Banco

Dagong sobe rating do Novo Banco

A agência chinesa de notação financeira elevou a classificação da dívida de longo prazo do banco liderado por António Ramalho, mas mantém-se numa categoria "altamente especulativa".
Dagong sobe rating do Novo Banco
David Martins 
Carla Pedro 18 de maio de 2018 às 19:58

A Dagong Global procedeu a um "upgrade" da notação da dívida de longo prazo do Novo Banco, para ‘B’, anunciou em comunicado à CMVM a instituição financeira liderada por António Ramalho (na foto).

"A decisão de rating reflecte o facto de o Novo Banco já não ser um banco de transição e de as injecções de capital efectuadas pela Lone Star e de a contribuição pelo Fundo de Resolução terem permitido ao banco manter um elevado nível de capital, apesar de ter registado elevadas perdas em crédito malparado em 2017", sublinha o documento.

Na escala de ratings da Dagong, a notação de ‘B’ corresponde ainda a uma classificação na categoria de "lixo", uma vez que está na categoria de qualidade "altamente especulativa". Segundo o website da agência, ‘B’ indica que as perspectivas quanto ao risco de incumprimento da dívida são relativamente elevadas, mas havendo uma margem de segurança limitada.

A anterior notação era de 'CCC' [elevado risco de crédito], o que significa que a Dagong elevou o rating em três níveis.

Já a perspectiva ("outlook") para a evolução da qualidade da dívida manteve-se estável, de acordo com o comunicado do Novo Banco.

O aumento de capital do Novo Banco através do Fundo de Resolução será feito nos próximos dias, disse hoje o secretário de Estado Adjunto e das Finanças, Mourinho Félix, à margem de uma conferência em Lisboa.

O Novo Banco reportou as contas de 2017 no final de Março, tendo anunciado um prejuízo de 1.395 milhões de euros, o que representa um agravamento face aos 788 milhões em 2016. No entanto, registou melhorias nos rácios de solvência.


(notícia actualizada às 20:34)




Marketing Automation certified by E-GOI