Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Decisão sobre futuro dos veículos do BPP adiada para depois das eleições

Só depois das eleições legislativas é que será tomada uma decisão sobre o futuro dos veículos criados pelo Banco Privado Português (BPP) durante a gestão de João Rendeiro para investir em várias empresas cotadas.

Maria João Gago mjgago@negocios.pt 27 de Agosto de 2009 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
Só depois das eleições legislativas é que será tomada uma decisão sobre o futuro dos veículos criados pelo Banco Privado Português (BPP) durante a gestão de João Rendeiro para investir em várias empresas cotadas. Ontem, em assembleia geral, os accionistas da Kendall, que tem 3,3% da Brisa, deram 90 dias à actual gestão para "refazer as contas" da sociedade e, só depois, decidir sobre o destino deste veículo. Na segunda-feira, será a vez dos accionistas da Privado Financeiras, que controla 2,3% do BCP, analisarem a situação da sociedade, não se prevendo que seja tomada uma decisão definitiva sobre o seu futuro.

Para os accionistas destas sociedades, adiar para depois das eleições de 27 de Setembro a decisão sobre o que vai acontecer aos veículos permite ganhar tempo. E, num cenário optimista, conseguir encontrar soluções que viabilizem a Kendall e a Privado Financeiras que, neste momento, estão em situação de falência técnica.

Ambas apresentam uma situação líquida negativa, violando a lei dos países em que estão sediadas - Espanha e Bélgica. A sua viabilização depende de aumentos de capital que os investidores não estarão dispostos a assumir sozinhos.









logo_empresas
Ver comentários
Outras Notícias