Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Deixar falir o BPN custaria pelo menos cinco mil milhões

O ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, afirmou hoje que deixar falir o BPN custaria ao Estado pelo menos "cinco mil milhões de euros", relacionados com os depósitos dos clientes do banco.

Alexandra Machado amachado@negocios.pt 18 de Junho de 2009 às 01:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
O ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, afirmou hoje que deixar falir o BPN custaria ao Estado pelo menos "cinco mil milhões de euros", relacionados com os depósitos dos clientes do banco.

"O custo que nós suportaríamos se deixássemos o banco ir à falência teria uma dimensão de quase cinco mil milhões de euros que eram os depósitos dos clientes", que o Estado teria de suportar devido à garantia dos depósitos, afirmou Teixeira dos Santos.

Sendo de cinco mil milhões o montante de depósitos do BPN, Teixeira dos Santos fez uma conta sobre o efeito sistémico que a falência do BPN poderia ter. É que existindo em Portugal 144 mil milhões de depósitos e 17 milhões de depositantes, com um depósito médio de 10 mil euros, caso o risco sistémico afectasse 10% o custo seria de 17 mil milhões de euros.
Ver comentários
Outras Notícias