Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Delphi vai despedir 500 funcionários na fábrica da Guarda

A Delphi, multinacional norte-americana de componentes para automóveis, vai despedir 500 colaboradores da sua fábrica de cablagens da Guarda, num processo que decorrerá de forma faseada até ao primeiro trimestre do próximo ano e que representa um corte de mais de metade da força de trabalho.

Miguel Prado miguelprado@negocios.pt 21 de Outubro de 2009 às 17:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
A Delphi, multinacional norte-americana de componentes para automóveis, vai despedir 500 colaboradores da sua fábrica de cablagens da Guarda, num processo que decorrerá de forma faseada até ao primeiro trimestre do próximo ano e que representa um corte de mais de metade da força de trabalho.

A informação é avançada pela edição online do semanário “Sol”, que refere que na primeira fase, até final deste ano, serão dispensadas 300 pessoas. O corte de pessoal foi confirmado ao Negócios por fonte oficial da Delphi em Portugal, que se escusou a entrar em detalhes.

Essa mesma fonte explicou que estes despedimentos surgem “em razão da redução da actividade”. O corte, que deixará a fábrica da Delphi na Guarda com 430 colaboradores, surge semanas depois de o grupo ter abandonado o processo de falência nos Estados Unidos da América, indiciando uma recuperação.

Com fábricas na Guarda, Seixal e Castelo Branco, a Delphi já por outras ocasiões tinha atravessado dificuldades na sua unidade da Guarda, onde chegou a recorrer ao ‘lay off’ para responder à queda de procura do mercado.

O secretário-geral do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas e Afins (SIMA), José Simões, confirmou este despedimento, mas está esperançado com o futuro da fábrica. “A empresa não é para fechar e para nós isso é importante”, disse José Simões ao Negócios. Para a próxima segunda-feira está agendada uma nova reunião na Delphi da Guarda sobre esta redução de pessoal.

Ver comentários
Outras Notícias