Empresas Depois de ceder na soja, China reforça compras de carne de porco aos EUA  

Depois de ceder na soja, China reforça compras de carne de porco aos EUA  

Em vésperas de nova ronda de negociações comerciais, a China volta a beneficiar os Estados Unidos em matéria de importações.
Depois de ceder na soja, China reforça compras de carne de porco aos EUA   
Reuters
Negócios 25 de setembro de 2019 às 07:55

As empresas chinesas preparam-se para um aumento das compras de carne de porco aos Estados Unidos, de acordo com fontes próximas, citadas pela Bloomberg. Esta é mais uma cedência que é feita por Pequim, numa altura em que se aproxima mais uma ronda de negociações de alto nível entre Estados Unidos e China.

Embora o volume de importação de carne de porco esteja ainda a ser discutido, empresas exportadoras deste produto como a Smithfield Foods Inc e Tyson Foods já foram contactadas com o objetivo de aferir os preços. As mesmas fontes apontam para que vão ser importadas cerca de 100.000 toneladas de carne.

Estas compras surgem numa altura em que a nação asiática, que é a maior consumidora de carne de porco no mundo, precisa de mais reservas. Contudo, a reforço das importações aos Estados Unidos está a ser visto como um sinal de boa-fé da parte da China, uma vez que estão marcadas para o início de outubro negociações de alto nível para resolver as disputas comerciais entre Pequim e Washington.

Já no início da semana, o governo chinês deu novas isenções a várias empresas públicas e privadas para que possam comprar soja aos EUA sem estarem sujeitas a tarifas. As empresas receberam isenções para 2 a 3 milhões de toneladas de soja americana, e algumas já terão mesmo comprado pelo menos 20 carregamentos, equivalentes a 1,2 milhões de toneladas esta segunda-feira.

Ainda esta terça-feira, o ministro dos Negócios Estrangeiros e Conselheiro de Estado chinês Wang Yi afirmou que a China não pretende retirar o lugar aos Estados Unidos como a maior potência a nível mundial, mas espera que Washington "remova todas as restrições que não são razoáveis" e que têm sido impostas a Pequim.





pub

Marketing Automation certified by E-GOI