Empresas Deputados dos EUA alertam que painéis solares da Huawei ameaçam rede elétrica do país

Deputados dos EUA alertam que painéis solares da Huawei ameaçam rede elétrica do país

Um grupo de deputados democratas e republicanos alertou que a utilização de equipamentos solares da Huawei pode colocar em risco a rede elétrica dos EUA, devido ao perigo de serem pirateados.
Deputados dos EUA alertam que painéis solares da Huawei ameaçam rede elétrica do país
Reuters
Rita Faria 17 de janeiro de 2019 às 10:55

A venda de equipamentos de energia solar da Huawei nos Estados Unidos ameaça toda a rede elétrica do país. O alerta foi deixado por membros do Congresso norte-americano, em mais um episódio do conflito entre os Estados Unidos e a empresa chinesa.

Segundo o FT, deputados democratas e republicanos defenderam que os equipamentos solares da Huawei podem ser pirateados de forma a desacelerar ou mesmo paralisar o fornecimento de eletricidade nos Estados Unidos.

"Estou preocupado com o facto de a entrada da empresa em mercados solares residenciais e de grande escala poder representar uma ameaça à infraestrutura do nosso país", declarou Tom Marino, representante democrata da Pensilvânia, numa comunicação dirigida a Rick Perry, secretário de Energia dos EUA.

Também Bob Latta, membro republicano do comité de Energia e Comércio da Câmara dos Representantes sublinhou que "garantir que a nossa infraestrutura energética é segura e resiliente é uma questão de importância crítica".

"Com esforços documentados de atores estatais para piratear a nossa infraestrutura de energia, é essencial estarmos mais vigilantes do que nunca sobre a tecnologia que usamos", acrescentou, citado pelo FT.

A Huawei comercializa inversores, que permitem que a eletricidade produzida por painéis solares seja transportada através da rede. A empresa chinesa é responsável por cerca de 20% de todos os inversores vendidos nos EUA para uso comercial em pequena escala.

Os inversores também fornecem informações a terceiros sobre a quantidade de eletricidade que passa por eles, o que levanta preocupações de que eles podem ser acedidos e até mesmo desligados.

"Se estamos a usar equipamentos que são feitos por fornecedores menos do que confiáveis, estamos a correr riscos. As agências de inteligência dos EUA alertaram as empresas americanas de que a Huawei não é confiável, por isso precisamos de levar isso a sério", disse ainda Jerry McNerney, representante democrata da Califórnia.

Os alertas dos deputados foram feitos no mesmo dia em que um grupo de membros do Congresso apresentou uma proposta para proibir a venda de equipamentos norte-americanos a empresas chinesas que violem as sanções dos Estados Unidos, tendo como alvo companhias como a ZTE e a Huawei.

Esta proposta foi hoje classificada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros da China como o resultado de uma "histeria", que deve ser travada imediatamente.

Também na quarta-feira, o The Wall Street Journal noticiou que as autoridades norte-americanas estão a investigar a Huawei por suspeitas de que a empresa chinesa tenha roubado informações das suas parceiras nos Estados Unidos, incluindo a T-Mobile.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI