Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Desvalorização dos direitos arrasta acções do BES para queda superior a 5%

Direitos de subscrição do aumento de capital estão a desvalorizar mais de 9% e continuam "mais baratos" dos que as acções.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 20 de Abril de 2012 às 15:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...
As acções do Banco Espírito Santo estão a negociar em queda acentuada na sessão de hoje, pressionadas pela desvalorização dos direitos de subscrição do aumento de capital, que continuam a negociar em desequilíbrio.

As acções do BES chegaram a cair um máximo de 5,5% para 0,567 euros e seguem agora a desvalorizar 4,5% para 0,573 euros, uma cotação que implica um valor teórico dos direitos de 0,312 euros.

Contudo, os direitos estão a negociar com uma cotação mais reduzida, sofrendo uma desvalorização em bolsa de 9,09% para 0,30 euros. Uma queda que será justificada pelo facto de os accionistas que não pretendem participar no aumento de capital do BES estarem a vender os direitos em bolsa. E que está também a arrastar a queda das acções.

A actual cotação dos direitos aponta para um valor teórico das acções de 0,566 euros, pelo que os direitos estão nesta altura "mais baratos" do que as acções, abrindo oportunidades de arbitragem. Esta operação consiste no aproveitamento de desequilíbrios de mercado e neste caso específico, com as actuais cotações, a operação consiste na compra de direitos (e posterior subscrição de novas acções) e venda de acções em simultâneo, para obter ganhos sem risco.

Na sessão de hoje foram movimentados 33 milhões de direitos, uma pequena parcela dos 1.461 milhões de direitos que foram admitidos à negociação. Por cada acção os accionistas receberam um direito, que possibilita a compra de 1,75 acções ao preço de 0,395 euros cada uma.

Na bolsa portuguesa a sessão está a ser positiva, com o PSI-20 a valorizar 0,34%. BCP e BIP estão também em terreno positivo.
Ver comentários
Outras Notícias