Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Deutsche Bank diz OPA ao BPI pode criar «campeão nacional»

O Deutsche Bank diz que se a Oferta Pública de Aquisição (OPA) lançada pelo BCP sobre o BPI for bem sucedida vai dar origem a um «campeão nacional com uma posição dominante em todas as áreas de negócio». O banco alemão diz que o preço alvo do BCP pode che

Maria João Soares mjsoares@negocios.pt 15 de Março de 2006 às 16:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Deutsche Bank diz que se a Oferta Pública de Aquisição (OPA) lançada pelo BCP sobre o BPI for bem sucedida vai dar origem a um «campeão nacional com uma posição dominante em todas as áreas de negócio». O banco alemão diz que o preço alvo do BCP pode chegar aos 2,9 euros se a oferta se concretizar.

Caso a operação se concretize pelo valor oferecido pelo BCP, 5,7 euros por acção, o negócio não é caro para o maior banco privado nacional, de acordo com as estimativas do Deutsche Bank que indicam que a operação faz sentido financeira e estrategicamente.

À semelhança da JP Morgan, também o Deutsche Bank diz que o BCP tem margem para aumentar a oferta sobre o banco sedeado no Porto para 6,5 euros, ou seja, em mais 15%.

«Estrategicamente vai criar um verdadeiro campeão nacional com uma posição predominante em todas as áreas de negócio, abrindo as portas para a obtenção de ganhos de eficiência substanciais na operação doméstica», considera a casa de investimento.

Paulo Teixeira Pinto anunciou uma previsão de corte de custos de 232 milhões de euros em três anos, um valor considerado «demasiado agressivo» que o Deutsche Bank só considerou em 75%.

A OPA ao BPI não resolve no entanto os problemas de longo prazo do BCP, considera o banco alemão que aponta a falta de massa crítica da instituição num contexto europeu e a elevada exposição ao negócio em Portugal como os pontos vulneráveis do banco fundado por Jardim Gonçalves.

«Vimos a operação sobre o BPI como parcialmente defensiva», dizem acrescentando que o próprio BCP tem vindo a tentar reduzir a dependência do mercado nacional.

Preço alvo do BCP pode chegar aos 2,9 euros

O banco alemão, reviu em alta a avaliação para as acções do BCP, de 2,3 euros para 2,6 euros, e manteve a recomendação de «manter», levando apenas em conta as perspectivas de resultados da instituição para 2007.

Considerando a OPA lançada sobre o BPI o banco alemão diz que o preço alvo do BCP pode subir para um intervalo ente 2,6 e 2,9 euros dependendo do múltiplo de 11 ou 12,5 aplicado ao EPS (ganhos por acção).

«Se o negócio avançar há valor escondido para o BCP. Entretanto "manter"», refere o «research» de Carlos Berastain.

Ver comentários
Outras Notícias