Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Direcção do Público propõe reduzir capital em 14,6 milhões; quer cortar custos com pessoal

A direcção do «Público» vai propor na próxima assembleia geral do jornal do Grupo Sonae a redução do capital social em 14,6 milhões de euros e entradas em dinheiro de 508 mil euros. O «Público» quer continuar este ano a cortar custos com pessoal.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 04 de Julho de 2002 às 16:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A direcção do «Público» vai propor na próxima assembleia geral do jornal do Grupo Sonae a redução do capital social em 14,6 milhões de euros e entradas em dinheiro de 508 mil euros, para cobrir os prejuízos acumulados.

No Relatório de Gestão, a direcção do «Público» diz que «vai propor ao Conselho Geral, a redução do capital social e entradas facultativas de dinheiro para cobertura de prejuízos do exercício e de exercícios anteriores no valor de 14,65 milhões de euros e de 508 mil euros, respectivamente.

Esta medida deve-se ao cumprimento do artigo 35º do Código das Sociedades Comerciais, que impede as empresas de acumularem prejuízos acima de metade do valor do capital social.

Na mesma fonte, os auditores advertem que «as perdas acumuladas pela empresa excediam metade do capital social, situação que determina a aplicação (...) do artigo 35 das CSC».

«Caso o accionista único não adopte as medidas de saneamento propostas pelo conselho de administração, qualquer credor poderá accionar os mecanismos» previstos do artigo 35º do CSC, alertam os auditores, acrescentando que «a continuidade das operações da empresa pressupõe a manutenção do suporte financeiro do seu accionista único».

Em 2001, o jornal «Público» teve prejuízos de 1,729 milhões de euros, que foram transitados para a conta resultados transitados. No ano anterior, o jornal teve lucros de um milhão de euros.

No final de 2001 esta conta tinha um saldo negativo de 19,23 milhões de euros, o capital social totalizava 18,32 milhões de euros e o capital próprio tinha descido para 1,94 milhões de euros.

«Público» quer continuar a cortar custos com pessoal; mercado publicitário em queda

No relatório de gestão a direcção do jornal integralmente detido pelo Grupo Sonae [SON] diz que «o mercado publicitário, longe de sugerir uma recuperação, apresenta sintomas de agravamento da situação vivida em 2001»e, que o preço do papel «têm sido revistos em baixa modesta».

Neste contexto, será necessário continuar a desenvolver os esforços de redução de custos operacionais, quer na sua componente de custos com pessoal, quer nas restantes».

Em 2001 o «Público», que fez 31 admissões líquidas para 323 colaboradores, teve custos com pessoal de 12,63 milhões de euros, mais 3% que em 2000.

Segundo a mesma fonte o mercado publicitário de imprensa caiu 0,2% para 412 milhões de euros, tendo o jornal Público captado 43,39 milhões de euros de investimento publicitário, mais 2,1% que em 2000.

A SonaeCom, que controla 100% do Público, subia 1,12% para os 8,12 euros.

Ver comentários
Outras Notícias