Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Directores da TelePizza opõem-se à OPA da Ibersol

Os directoras da empresa espanhola TelePizza opõem-se à oferta pública de aquisição (OPA) lançada pela Ibersol alegando que a compra por parte da rival portuguesa poderá levar ao encerramento de algumas lojas e à perda de postos de trabalho.

Paulo Moutinho 11 de Julho de 2006 às 14:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os directoras da empresa espanhola TelePizza opõem-se à oferta pública de aquisição (OPA) lançada pela Ibersol alegando que a compra por parte da rival portuguesa poderá levar ao encerramento de algumas lojas e à perda de postos de trabalho.

Os responsáveis da TelePizza consideraram a proposta de aquisição da Ibersol de «hostil» apesar de «justa em termos financeiros para os accionistas» da empresa, segundo o documento enviado à Comisión Nacional del Mercado de Valores (CNMV).

A TelePizza está a ser alvo de três OPA. Uma do presidente da empresa Pedro Ballvé, outra do Grupo Zena e a terceira da Ibersol, que só na passada sexta-feira recebeu a autorização da OPA por parte da CNMV, a supervisora da bolsa espanhola.

A companhia portuguesa Ibersol oferece 2,41 euros por cada acção, ou seja, um total de 639 milhões de euros pela TelePizza, a maior oferta que a empresa espanhola recebeu.

No passado dia 29 de Junho, tendo em consideração que no início do mesmo mês os accionistas da TelePizza chumbaram a proposta da empresa de desblindar os estatutos, a Ibersol passou a condicionar a OPA apenas à aquisição de 49% do capital.

As acções da TelePizza seguem a valorizar 1,42% para os 2,86 euros, tendo chegado já a cotar nos 2,87 euros, o valor mais elevado desde Maio de 2001.

Na bolsa nacional, os títulos da Ibersol [ibrs]seguiam apreciar 0,12% para os 8,04 euros.

Outras Notícias