Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Disney pondera avançar com uma oferta pelo Twitter

A empresa comandada por Robert Iger junta-se à Google e à Salesforce na lista de interessados na compra da rede social das micromensagens. As acções do Twitter dispararam para máximos de Dezembro de 2015.

Bloomberg
Rita Faria afaria@negocios.pt 27 de Setembro de 2016 às 10:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Walt Disney juntou-se à lista de potenciais compradores da rede social Twitter, que já conta com nomes como a Google e a Salesforce, adianta o The Wall Street Journal citando fontes não identificadas.

 

Segundo a mesma publicação, o Twitter, com um valor de mercado de aproximadamente 20 mil milhões de dólares (cerca de 17,78 mil milhões de euros), já teve conversações preliminares com a Salesforce, empresa liderada por Mark Benioff. No entanto, o processo de venda está numa fase inicial não sendo certo que a rede social acabe mesmo por mudar de dono.

 

Na passada sexta-feira, a CNBC noticiou que o Twitter poderá receber "muito em breve" uma oferta formal de compra, o que levou as acções da rede social a disparar mais de 21% em bolsa.  

Entre os potenciais compradores da tecnológica liderada por Jack Dorsey estariam, segundo a CNBC, a Google e a Salesforce. Uma lista a que se junta agora a Disney.

 

A notícia, avançada já no final do dia de ontem, levou as acções da Disney a cair 1,4% para 91,96 dólares e os títulos do Twitter a ganhar 3,32% para 23,37 dólares, o valor mais alto desde Dezembro de 2015.

 

A aquisição do Twitter seria o maior negócio da Disney na área da tecnologia até ao momento, depois dos recentes investimentos no Hulu e Vice, entre outros.

 

A rede social das micromensagens tem enfrentado dificuldades para reforçar o número de utilizadores e receitas, numa altura em que rivais como o Instagram do Facebook e o Snapchat ganham relevo junto dos anunciantes e dos adeptos das redes sociais.

No passado dia 26 de Julho, a companhia anunciou que as receitas no segundo trimestre do ano ascenderam a 602 milhões de dólares, um aumento de 20% face ao mesmo período do ano passado (502,4 milhões), mas, ainda assim, um resultado inferior ao valor médio estimado pelos analistas: 607 milhões de dólares.

 

Para o terceiro trimestre, a tecnológica previu um volume de negócios também aquém das estimativas do consenso de mercado (entre 590 e 610 milhões, quando a projecção média dos analistas é de 681 milhões).

Ver comentários
Saber mais Walt Disney Google Disney economia negócios e finanças tecnologias de informação Twitter Salesforce
Mais lidas
Outras Notícias