Empresas Dona portuguesa da Phone House factura 120 milhões

Dona portuguesa da Phone House factura 120 milhões

Capa Pereira e Jorge Martins, donos da TLCI e da rede de lojas da Phone House no mercado nacional, lideram um grupo que emprega 1.400 pessoas e fechou 2015 com uma facturação de 120 milhões de euros.
Dona portuguesa da Phone House factura 120 milhões
Rui Neves 02 de maio de 2016 às 18:00

Depois de, em Março de 2014, terem adquirido, em partes iguais, as participações do universo Espírito Santo na TLCI, ficando com a totalidade do capital social do grupo, Capa Pereira e Jorge Martins deram um salto empresarial gigante, em Julho do ano passado, com a compra da rede de lojas da Phone House em Portugal.

A TLCI – Soluções Integradas de Telecomunicações, grupo que agrega ainda as empresas MMCI, Mobile World e Phone House, assume-se como um dos líderes nacionais do sector, através da oferta de produtos e serviços integrados de comunicações pessoais, residenciais e empresariais.

"Em 2015 atingimos um volume de negócios de 120 milhões de euros, o que representa um crescimento muito significativo face aos anos transactos, e temos 1.400 pessoas a trabalhar directamente com o grupo TLCI", revelou Capa Pereira (na foto, o segundo a contar da esquerda) esta segunda-feira, 2 de Maio, numa cerimónia em que a TLCI foi distinguida com o título de Embaixador Empresarial de Braga.

Trata-se de uma iniciativa da InvestBraga, que tem por finalidade promover o desenvolvimento da economia local e divulgar as potencialidades do concelho bracarense.

Na ocasião, o presidente da Câmara de Braga classificou a TLCI como uma das empresas de maior dimensão do concelho e que "tem demonstrado sucessivamente uma notável capacidade de inovação".

Ricardo Rio disse esperar que "esse pioneirismo e espírito inovador" do grupo TLCI "se mantenha numa área com uma alta capacidade de evolução, continuando a fazer de Braga uma referência no sector".

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI