Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP deverá comprar mais 25% da Naturgas

O Governo basco, através da EVE, vai exercer a sua opção de venda na Naturgas, o que poderá implicar um investimento de 400 milhões da EDP numa empresa que já controla.

Miguel Prado miguelprado@negocios.pt 14 de Julho de 2010 às 08:39
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
A EDP – Energias de Portugal deverá ser obrigada a adquirir mais 25% da Naturgas, empresa espanhola que já controla, dado que a EVE - Ente Vasco de Energia se prepara para exercer a opção de venda ("put option") que tinha na Naturgas, um direito que aquela empresa do Governo basco tem até 31 de Julho. O jornal espanhol "Cinco Dias" revela hoje que a EVE vai vender à EDP 25% da Naturgas, permanecendo com 5% e alguns direitos especiais na empresa. Paralelamente, também o município de San Sebastián deverá vender os seus 4,1% da Naturgas à EDP, pelo que o grupo presidido por António Mexia ficará com 95% da empresa espanhola.

António Mexia havia dito há semanas que a EDP ainda estava "a negociar" com a EVE uma solução para esta "put option", firmada em 2003 e cujo prazo de exercício expira a 31 de Julho de 2010. "Vamos executar o plano dentro dos prazos", assegurou o presidente da EDP em declarações ao Negócios no final de Junho, sem revelar qual a percentagem que a EDP compraria.

A EVE, por seu lado, também não revela pormenores deste processo. O "Cinco Dias" indica, porém, que a EVE informará formalmente o conselho de administração da Naturgas na próxima semana da sua decisão.

Estamos a trabalhar no pressuposto de que a EVE mantenha uma participação na Naturgas. Estamos a negociar. Vamos executar o plano dentro dos prazos.
António Mexia
A confirmar-se, o exercício desta opção obrigará a EDP a pagar qualquer coisa como
400 milhões de euros, de acordo com o mesmo jornal espanhol, que indica que a EDP pretendia uma saída faseada da EVE para minimizar o impacto desta operação nas suas contas.

Ver comentários
Outras Notícias