A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP ganha Foz Tua e vai concorrer às novas nove barragens

A EDP quer ter, entre o final de 2011 e início de 2013, mais mil megawatts (MW) de produção hídrica, num investimento total próximo dos mil milhões de euros. Para isso, vão contar os reforços das barragens do Picote e Bemposta, e a construção do Alqueva,

Tânia Ferreira tf@negocios.pt 01 de Abril de 2008 às 13:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A EDP quer ter, entre o final de 2011 e início de 2013, mais mil megawatts (MW) de produção hídrica, num investimento total próximo dos mil milhões de euros. Para isso, vão contar os reforços das barragens do Picote e Bemposta, e a construção do Alqueva, Baixo Sabor, Ribeiradio e Foz Tua, esta última adjudicada ontem.

Além disso, a eléctrica portuguesa prepara-se para concorrer a todas as novas barragens. "É claro que vamos participar nos concursos", avançou esta manhã o presidente executivo da EDP, António Mexia, aos jornalistas após a sessão pública de apresentação do Plano de Barragens, no Pavilhão de Portugal, em Lisboa.

O CEO da eléctrica declarou ainda que "estamos a equacionar se vamos em parceria a estes concursos".

A EDP exerceu o direito de preferência nos processos através de concurso de Ribeiradio e Foz Tua.

"Fomos os únicos a apresentar proposta no Foz Tua, com um valor base de 53,1 milhões de euros para a cota mínima, numa capacidade de 234 MW", revelou o gestor, precisando que "tive hoje conhecimento de que recebemos a adjudicação para esta barragem", isto depois de ter recebido Ribeiradio no final de 2007.

O concurso para a empreitada de construção de Foz Tua e dos concursos já adjudicados vão ser lançados até ao final do ano, de acordo com as previsões da EDP.

Já a adjudicação do Baixo Sabor vai acontecer no final de Maio e a do Alqueva em Junho, segundo Mexia, "começando as obras de imediato".

Ver comentários
Outras Notícias