Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP produziu menos 11% no primeiro trimestre

Crescimento nas eólicas e na produção hídrica no Brasil não chegou para compensar as quedas de dois dígitos na produção eléctrica da EDP em Portugal e Espanha, mercados em que o grupo distribuiu menos electricidade, mas cresceu no gás natural.

Miguel Prado miguelprado@negocios.pt 19 de Abril de 2012 às 17:52
O grupo EDP fechou o primeiro trimestre com uma produção total de 15.198 gigawatt hora (GWh), menos 11% do que a produção eléctrica registada em igual período do ano passado, tendo a sua actividade de distribuição de electricidade registado igualmente uma queda face a 2011.

Segundo o comunicado com os dados operacionais previsionais, a EDP teve uma queda de 21% na produção das centrais que vendem em mercado, para 3.530 GWh, enquanto as centrais abrangidas por contratos de longo prazo em Portugal (barragens e carvão) tiveram uma descida de 35%, para 3.200 GWh. A produção em regime especial no mercado ibérico recuou 11%, para 608 GWh.

Do lado da produção eléctrica, ainda assim, a EDP contou com contributos positivos da produção hídrica no Brasil, que cresceu 4,6%, para 2.647 GWh, e das eólicas da EDP Renováveis, com um crescimento de 18%, para 5.213 GWh.

Já na distribuição de energia, o grupo fechou o primeiro trimestre com desempenhos distintos na electricidade e no gás, que resultaram num volume global de energia 3% superior ao dos primeiros três meses do ano passado.

Mais IVA na electricidade penalizou consumo em Portugal

A distribuição de electricidade na Península Ibérica caiu 4,2%, para 14.151 GWh, fruto de quebras de 4% em Portugal e de 5,3% em Espanha. No Brasil a distribuição de energia eléctrica avançou 0,3%, para 6.202 GWh.

No mercado nacional, os segmentos residencial, de pequenas e médias empresas e de iluminação pública foram “afectados pelo aumento de impostos incidentes sobre o consumo de electricidade”, o que terá contribuído para um menor consumo. Já o segmento industrial teve “uma performance positiva, suportada pelas exportações”, segundo a EDP.

No que respeita à distribuição de gás natural, a EDP conseguiu um crescimento de 18% no primeiro trimestre, para 19.444 GWh, em resultado de um aumento de 19% na actividade em Espanha e de uma subida de 7,6% em Portugal.

Quanto aos mercados liberalizados da Península Ibérica, a EDP registou um volume de electricidade comercializado 1,9% superior ao do primeiro trimestre de 2011, mas o negócio liberalizado de gás sofreu uma queda de 6%.

A EDP tem a sua apresentação de resultados do primeiro trimestre agendada para o dia 10 de Maio, após o fecho da bolsa de Lisboa.
Ver comentários
Saber mais EDP resultados primeiro trimestre produção distribuição
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio