Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP quer maioria do gás com troca da posição na Galp Energia

A Electricidade de Portugal quer ficar com a maioria do gás natural da Galp Energia, e para isso só pretende entregar a sua posição de 14% naquela empresa e uma contrapartida monetária mínima, que dependerá da avaliação dos activos, disse João Talone.

Bárbara Leite 24 de Junho de 2003 às 12:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Electricidade de Portugal quer ficar com a maioria do gás natural da Galp Energia, e para isso só pretende entregar a sua posição de 14% naquela empresa e uma contrapartida monetária mínima, que dependerá da avaliação dos activos, disse João Talone, presidente executivo da eléctrica.

À margem do II Fórum Energia do «Diário Económico», Talone referiu que «a EDP [EDP] só fica com o gás se ficar com a sua maioria e só fica se puder trocar pela sua posição na Galp Energia (14,4%)».

O presidente executivo da EDP admite que esta participação possa não chegar para adquirir a maioria da Gás de Portugal, mas entende que a eventual contrapartida monetária será mínima.

A posição actual da EDP na Galp só se justifica pelo interesse da eléctrica no gás natural em Portugal. Em Espanha a eléctrica nacional garantiu a privatização da Naturcorp, empresa de gás natural do País Basco, que vai agregar à empresa que já detinha, a Gás das Astúrias.

No âmbito da reorganização do mercado energético, o Governo propôs o destacamento da GDP e da Trangás da Galp Enrgia, para a primeira integrar a EDP e a segunda a REN.

A EDP seguia a descer 1,60% para 1,85 euros.

Outras Notícias