Desporto Elsa Judas avançou com queixa-crime contra Bruno de Carvalho

Elsa Judas avançou com queixa-crime contra Bruno de Carvalho

A antiga líder da Comissão Transitória da Mesa da Assembleia Geral (MAG) do Sporting deu uma entrevista exclusiva à CMTV.
Negócios 19 de julho de 2018 às 00:28
Elsa Judas revelou, esta quarta-feira na CMTV, que fez queixa crime de Bruno de Carvalho. "Não sei onde é buscar o número de 10 mil euros, é um número muito redondo. Não entrei em gabinete nenhum", afirmou, em relação ao post que o ex-presidente do Sporting colocou no Facebook.

"É mentira", afirmou, revelando que avançou com queixa-crime contra Bruno de Carvalho, que rotulou como "uma mente doentia".

Elsa Judas chamou ainda "aldrabão" a Bruno de Carvalho por causa desta mesma publicação. "Ele está a mentir com todos os dentes que tem na boca. Relativamente ao post, o dr. Bruno de Carvalho foi um aldradão. Mentiu em cada palavra. Foi um aldrabão", disse a antiga líder da Comissão Transitória da Mesa da Assembleia Geral do Sporting.

Judas recordou ainda que chegou ao Sporting para prestar serviços jurídicos numa fase complicada e que ficou estabelecido nessa altura quanto receberia. "Bruno de Carvalho contratou-me a mim e ao dr. Trindade Barros em Maio, ficando acordado que, a troco dos serviços prestados, me seria pago 5 mil euros por mês e ao dr. Trindade Barros outro tanto. Não recebi nada".

No referido post, Bruno de Carvalho diz que "no meu último dia na SAD, a Dra Elsa Judas entrou aos gritos no gabinete do Dr. Carlos Vieira onde eu estava sentado na mesa de reuniões e, sem se aperceber imediatamente da minha presença, conversou com o então Administrador da SAD sobre quotas e uns alegados 10 mil euros..."

"Fui apanhado de surpresa. À angustia que já sentia em função dos últimos eventos acrescentou-se o choque e uma sensação horrível de deslealdade. Não entendi de que falavam mas percebi que nada daquilo se encaixava na confiança que até então sentia na Equipa que comigo dirigia o Clube e a SAD, e que nada daquilo tinha a ver com a franqueza e transparência que sempre balizaram a minha atuação", refere o ex-presidente dos leões no mesmo post.





No decorrer da entrevista desta noite, Elsas Judas garantiu que foi convidada por Bruno para a presidência da Mesa da AG. Primeiro aceitou, depois rejeitou, tendo em conta a conjuntura dessa condição.

No entanto, recorde-se, segundo a publicação feita pelo antigo presidente do clube, terá sido ele a 'excluir' a jurista da sua lista, por se sentir 'traído'. Mas a ex-líder da Comissão Transitória da MAG diz que não foi assim que as coisas se passaram.

Elsa Judas explicou o que levou à ruptura com Bruno de Carvalho, garantindo que lhe foi proposto a 9 de Julho um esquema em que fingia uma suposta zanga com BdC para "lixar" Carlos Vieira. Em troca foi-lhe "oferecida", em caso de vitória nas eleições, "a direcção dos serviços jurídicos do Sporting". Segundo Judas, a reunião aconteceu em casa de Trindade Barros entre os três.









pub

Marketing Automation certified by E-GOI