Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EMI quer comprar Warner Music

A EMI, terceira maior empresa de música do mundo, anunciou querer comprar a unidade de música da Time Warner e apresentou uma redução de lucros na primeira metade do ano fiscal.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 19 de Novembro de 2003 às 09:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A EMI, terceira maior empresa de música do mundo, anunciou querer comprar a unidade de música da Time Warner e apresentou uma redução de lucros na primeira metade do ano fiscal.

A empresa de música disse ter feito uma “firme proposta” à Time Warner, para lhe adquirir a Warner Music, sem adiantar pormenores.

No entanto, a EMI, que inclui artistas como os Beatles e o cantor pop inglês Robbie Williams, disse ter oferecido mil milhões de dólares pela divisão de música da Warner Music

Numa altura em que várias empresas de música se unem, nomeadamente a Sony Corp com a Bertelsmann, a EMI e os seus concorrentes directos planeiam unir-se já que as vendas de CD’s caíram 20% nos últimos três anos devido à preferência por telemóveis e jogos por parte dos consumidores.

A EMI e a Warner Music unidas terão 23,9% do mercado da música, enquanto a junção da BMG-Sony Music deterá 25,2% de quota.

Os lucros da EMI, terceira maior empresa de música do mundo, caíram para os 8,8 milhões de libras (12,52 milhões de euros), na primeira metade do ano fiscal, quando no período homólogo do ano passado tinham sido de 138,4 milhões de libras (196,93 milhões de euros).

As acções da EMI seguiam a subir 2,37% para os 172,75 euros.

Ver comentários
Outras Notícias