Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EMI revê em baixa previsões de vendas anuais

A EMI prevê que as vendas da unidade de música registem uma quebra entre os 3% e os 6%, no ano que termina a 31 de Março. O anúncio surge após a discográfica britânica ter divulgado que regressou ao lucros no primeiro semestre de 2003.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 19 de Novembro de 2002 às 11:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A EMI prevê que as vendas da unidade de música registem uma quebra entre os 3% e os 6%, no ano que termina a 31 de Março. O anúncio surge após a discográfica britânica ter divulgado que regressou ao lucros no primeiro semestre de 2003, divulgou a empresa em comunicado.

Em Maio, a EMI havia dito que as receitas na divisão de música iriam manter-se inalteradas no ano fiscal de 2003.

As lucros da empresa discográfica britânica atingiram os 138,4 milhões de libras (217,4 milhões de euros), enquanto as receitas registaram um decréscimo de 9,9% na primeira metade do ano fiscal que finda em Março próximo.

Os lucros da EMI, dos seis meses que terminaram a 30 de Setembro, comparam com os 54,4 milhões de libras (85,4 milhões de euros) de prejuízos registados no período homólogo.

As vendas, do período em análise, caíram 9,9% para os 961,5 milhões de libras (1,4 mil milhões de euros), segundo a mesma fonte.

Alain Levy, presidente executivo da discográfica, em conferência telefónica, citado pelas agências internacionais, disse que «a situação tem se vindo a agravar de mês para mês», salientando que «o mercado caiu em consequência do aumento da pirataria».

Ver comentários
Outras Notícias