Indústria Empresas portuguesas no Dubai auscultam 200 novos hospitais

Empresas portuguesas no Dubai auscultam 200 novos hospitais

Nove empresas portuguesas estão a participar na Arab Health, segunda maior feira mundial da fileira médico-hospitalar, que se realiza no Dubai, epicentro de um conjunto de seis países do Médio Oriente cujo sector da saúde vale 80 mil milhões de dólares e está a concluir a construção de 200 novos hospitais.
Empresas portuguesas no Dubai auscultam 200 novos hospitais
Rui Neves 25 de janeiro de 2016 às 19:15

Começou esta segunda-feira, 25 de Janeiro, no Dubai, Emirados Árabes Unidos, a Arab Health, segunda maior feira de negócios do mundo dedicada à fileira médico-hospitalar (a maior é a Medica, de Düsseldorf), que conta, pelo sexto ano consecutivo, com a presença de empresas portuguesas do sector da saúde, numa participação colectiva organizada pela Associação Empresarial de Portugal (AEP).

A delegação lusa é constituída por nove empresas, de diferentes subsectores, desde máquinas e equipamentos para uso hospitalar a instrumentos médico-cirúrgicos, passando pelo calçado usável pelos profissionais de saúde até a soluções de desinfecção e esterilização: a Albino Dias de Andrade, a A.J. Costa, a JMS, a OASIPOR, a Orthos XXI, a Sterifast, Sysadvance, a Ultra Controlo Internacional e a Walkmore (calçado Wock).


Com mais de quatro mil expositores de cerca de 160 países, tendo sido visitada por quase 100 mil profissionais na última edição, a Arab Health é incontornável para quem quer fazer negócios no sector da saúde no Médio Oriente, área que está avaliada em cerca de 80 mil milhões de dólares (74 mil milhões de euros).

E "estimativas oficiais apontam para um crescimento médio, na próxima década, de 12% ao ano nos seis países do Conselho de Cooperação do Golfo (Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Bahrein, Qatar, Kuwait e Omã)", realça a AEP, em comunicado.

Mais: "Está em conclusão um plano de construção de 200 novos hospitais nestes seis países, o que faz com que, no fim da presente década, o sector de saúde deva estar a movimentar anualmente cerca de 150 mil milhões de dólares (139 mil milhões de euros)".

 

40 acções de promoção em 27 mercados

A presença portuguesa na Arab Health é uma das cerca de quatro dezenas de acções de promoção externa que a AEP tem previsto realizar este ano, em 27 mercados, no âmbito do programa associativo de internacionalização "Business on the way".


O objectivo é "continuar a trabalhar para diversificar a base exportadora" do país. Para tanto, "nunca deixamos de estudar os mercados e de monitorizar tanto negócios como oportunidades" por todo o mundo, "apoiando as empresas portuguesas que optaram pela internacionalização para crescer", explica Paulo Nunes de Almeida, presidente da AEP (na foto).


Nesse sentido, a AEP vai promover, pela primeira vez, missões empresariais à Costa do Marfim (18 a 22 de Abril) e ao Azerbaijão (15 a 21 de Maio). O Irão (missão multissectorial entre 19 e 24 de Fevereiro e feira de construção de 24 a 27 de Abril), a Indonésia e Timor-Leste (20 a 27 de Fevereiro), Cuba (28 de Fevereiro a 4 de Março) e Bielorrússia e região de Kaliningrado, no noroeste da Rússia (em Setembro), são outros dos destinos que fazem parte do roteiro internacional da associação para este ano. 

Ainda em 2016, a AEP vai realizar acções de promoção de empresas, marcas e produtos portugueses em países como a China, Estados Unidos, Rússia, Brasil, Taiwan, Japão, Singapura, Arábia Saudita, Colômbia e Moçambique.

Em termos sectoriais, as fileiras da construção, da alimentação e bebidas, da casa e decoração e da saúde, à semelhança dos últimos anos, constituem as principais apostas.


De destacar também a participação nacional, sob a liderança da AEP, em duas feiras vocacionadas para as indústrias de defesa e segurança, em Espanha (10 a 13 de Maio) e na Colômbia (31 de Outubro a 2 de Novembro).

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI