Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Erdogan quer ficar com o maior banco da Turquia "porque Deus assim quis"

O presidente turco quer ficar com a participação de 28% que o maior partido da oposição tem no Isbank, o maior banco do país em termos de ativos.

O presidente turco reforçou os seus poderes após o referendo que permitiu avançar com a reforma na Constituição da Turquia. A chamada 'purga' continuou, após a tentativa de golpe de Estado de 2016.
Negócios com Bloomberg 05 de Fevereiro de 2019 às 11:40
  • Assine já 1€/1 mês
  • 12
  • ...

O presidente turco, Tayyip Erdogan, afirmou que o Tesouro vai ficar com o Isbank, o maior banco do país em termos de ativos. Um anúncio que levou as ações da instituição financeira a afundarem 6% durante a sessão.

 

De acordo com a Bloomberg, o maior partido da oposição, o CHP, detém cerca de 28% do Isbank. E Erdogan está a tentar ficar com esta participação, apesar da resistência que tem encontrado por parte da oposição em desistir da posição na instituição financeira.

 

"O parlamento vai tomar esta decisão histórica, porque Deus assim quis", disse o presidente turco esta terça-feira, 5 de fevereiro, ao seu partido. Erdogan quer ainda que o CHP desista dos quatro assentos que tem na administração do banco.

 

Apesar de o partido de Erdogan, o AK, não ter a maioria parlamentar necessária para alterar unilateralmente as leis, o presidente turco sugeriu que o seu parceiro mais pequeno na assembleia, o nacionalista MHP, vai apoiar os esforços legislativos para permitir que o Tesouro passe a deter o banco.

 

Esta possibilidade levou as ações do Isbank a caírem 6% durante a sessão. A lira também entrou em território negativo, recuando recentemente 0,18% para 5,2095 dólares.

Este anúncio é feito depois de, no mês passsado, Tayyip Erdogan ter recebido poderes de emergência que lhe permitem agir de forma mais ampla e direta na economia quando se considerar que a estabilidade financeira do país está ameaçada.

A atribuição destes poderes foi votada favoravelmente pelo parlamento e permitirá ao presidente tomar todas as medidas necessárias no caso de um "desenvolvimento negativo" que possa contaminar todo o sistema financeiro.

Ver comentários
Saber mais Turquia banca Erdogan Isbank
Mais lidas
Outras Notícias