Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Espanha saberá quanto dinheiro é que a banca precisa no próximo mês

O ministro da Economia espanhola, Luis de Guindos, revelou que serão conhecidas as necessidades totais da banca espanhola no próximo mês, depois de serem divulgadas as análises que estão a ser desenvolvidas pelo FMI e por consultoras contratadas pelo Governo.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 31 de Maio de 2012 às 11:28
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O ministro da Economia espanhol disse hoje que dentro de um mês serão conhecidas as necessidades de financiamento da banca, adiantando que, apesar disso, a auditoria final ao conjunto das entidades financeira só estará concluída no final de Julho.

Luis de Guindos revelou, perante o Congresso, que o Fundo Monetário Internacional (FMI) vai apresentar as conclusões da análise que está a fazer à banca espanhola no próximo dia 11 de Junho, de acordo com o Invertia. Neste relatório estarão identificadas as necessidades de capital do sector financeiro.

Cerca de uma semana depois será a vez das consultoras contratadas pelo Ministério da Economia e pelo Banco de Espanha.

Só depois de conhecidos os relatórios de todas as entidades é que se saberá qual o valor final das necessidades de financiamento da banca espanhola, adianta o Invertia.

O sector financeiro espanhola está sob os holofotes, essencialmente depois do Bankia ter sido parcialmente nacionalizado. Os últimos dados revelaram que o Bankia pediu 19 mil milhões de euros de ajuda estatal, o que eleva para 23,5 mil milhões de euros o apoio financeiro público a este banco, já que em Março a instituição tinha pedido um empréstimo de quase 4,5 mil milhões de euros.

Ainda não são conhecidas as necessidades de capital totais dos bancos espanhóis, mas Luis de Guindos tinha dito a 11 de Maio que os empréstimos do Estado à banca seriam inferiores a 15 mil milhões de euros, um número que depois de ser conhecido o pedido de financiamento do Bankia perdeu validade.

Ainda assim, tal como acontece com a banca portuguesa, as necessidades de financiamento não deverão ser colmatadas totalmente pelo Estado. Os accionistas dos bancos deverão participar nos processos de recapitalização.
Ver comentários
Saber mais Espanha Luis de Guindos banca recapitalização
Outras Notícias