Desporto Estádio da Luz e BTV deixam a SAD do Benfica e passam para as mãos do clube

Estádio da Luz e BTV deixam a SAD do Benfica e passam para as mãos do clube

Negócio tem valor de 99 milhões de euros, mas o pagamento será diferido pelo prazo de 25 anos.
Negócios 21 de fevereiro de 2019 às 19:26
O Estádio da Luz e a BTV deixam a SAD do Benfica e passam para as mãos do clube por 99 milhões de euros, avança o Record.

A proposta neste sentido é do conselho de administração da SAD e vai ser votada numa assembleia geral extraordinária, convocada para 15 de março.

 

De acordo com um comunicado emitido posteriormente pela SAD do Benfica e enviado à CMVM, "a alienação será efetuada pelo valor total de 99.270.000 euros, que se encontra dentro do intervalo de justo valor das respetivas participações, de acordo com as avaliações independentes obtidas, e que se aproxima dos valores contabilísticos pelos quais a Benfica Estádio – Construção e Gestão de Estádios, S.A. e a Benfica TV, S.A. se encontram registadas no balanço da Sociedade".

 

Caso seja aprovada, a venda destes dois ativos por parte da SAD será efetiva a 1 de julho deste ano e o pagamento "será diferido pelo prazo de 25 anos, vencendo-se juros de acordo com as condições de financiamento do mercado, podendo o comprador efetuar pagamentos antecipados". Isto significa que o pagamento só terá lugar 25 anos após a concretização da operação.
 

"Com a realização desta operação, a Sociedade deixará de exercer as atividades de gestão de recintos desportivos e de gestão de um canal comunicacional que vinha a desenvolver indiretamente, passando, assim a dedicar-se exclusivamente à atividade desportiva do futebol profissional, que é a razão da sua existência, e a aportar todos os seus recursos económicos e humanos a essa atividade, com vista a alcançar cada vez melhores resultados desportivos a nível nacional e nas competições europeias, isto é, mais títulos para a Benfica SAD", refere o comunicado.

 

E acrescenta que este negócio "em nada afetará a atual atividade" da SAD do Benfica, "uma vez que os contratos existentes entre a Sociedade e as sociedades objeto desta proposta de alienação asseguram, em qualquer caso, que a alienação não coloca em causa, nem a utilização das infraestruturas desportivas da Benfica Estádio – Construção e Gestão de Estádios, S.A. pela Sociedade, mantendo-se essa mesma utilização nos exatos termos em que tem vindo a ser desenvolvida, nem as relações comerciais com a Benfica TV, S.A., entidade que explora a BTV".




pub

Marketing Automation certified by E-GOI