Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Estado poupa 500 milhões com renegociação da concessão Pinhal Interior

A Ascendi fechou esta sexta-feira o acordo com o Estado para cortar o objecto do contrato na concessão Pinhal interior, o que permitirá ao Estado reduzir os encargos em mais de 400 milhões de euros.

Maria João Babo mbabo@negocios.pt 27 de Julho de 2012 às 19:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 29
  • ...
No total, o Estado vai conseguir poupar 415 milhões de euros, com base nos valores estimados nos contratos celebrados em 2008. Contudo, com a actualização dos valores, a poupança ascenderá a 500 milhões de euros, apurou o Negócios.

Depois deste acordo, os bancos terão também de aprovar a operação, prevendo-se que este seja um passo fácil de dar, já que para as instituições terão algum interesse uma vez que é menos dinheiro que desembolsarão.

O Negócios tinha já noticiado, a 11 de Julho, que o Governo previa que ainda este mês conseguisse fechar acordos de princípio com as concessionárias da Ascendi (controlada pela Mota-Engil e pelo BES) e da Edifer, quanto à dimensão dos cortes do investimento nessas subconcessões da Estradas de Portugal (EP).

O Governo está a tentar reduzir encargos em várias concessões, mas nas mais recentes (atribuídas pelo Executivo de Sócrates) a estimativa de poupança é de mil milhões de euros. Sendo que, a Pinhal Interior representará o maior corte.

O Governo deverá, ainda este mês, chegar a acordo também com a Edifer para cortar os encargos nas concessões do Baixo Alentejo e Algarve Litoral.
Ver comentários
Saber mais Ascendi Pinhal Interior concessões
Outras Notícias