Indústria Estaleiros de Viana assinam primeiro contrato de construção de navios

Estaleiros de Viana assinam primeiro contrato de construção de navios

O grupo Martifer, através da sua participada West Sea, assina esta sexta-feira o primeiro contrato de construção de um navio para os estaleiros navais de Viana do Castelo, sabe o Negócios. O barco-hotel Viking Osfrid vai reforçar a frota da Douro Azul e irá operar em exclusivo cruzeiros da empresa norte-americana Viking River Cruises.
Estaleiros de Viana assinam primeiro contrato de construção de navios
Rui Neves 17 de dezembro de 2014 às 12:13

Cerca de oito meses depois de a West Sea ter entrado nos estaleiros navais de Viana do Castelo, a participada do grupo Martifer vai assinar, esta sexta-feira, 19 de Dezembro, o primeiro contrato de construção de um navio.

 

A cerimónia de apresentação do projecto e assinatura do contrato de construção, que contará com as presenças dos presidentes da Martifer (Carlos Martins) e da Douro Azul (Mário Ferreira), está marcada para as 15 horas, a bordo do polémico Atlântida, "ferryboat" recentemente adquirido pela operadora de cruzeiros no Douro.

 

O Navio-Hotel Viking Osfrid, assim se chama a embarcação a construir pela West Sea, irá reforçar a frota da Douro Azul e operar em exclusivo cruzeiros da empresa norte-americana Viking River Cruises.

 

Será o terceiro navio da Douro Azul ao serviço da Viking. Em Março passado, entraram em operação o Viking Hemming e o Viking Torgil, através de um contrato firmado entre a empresa norte-americana e o grupo de Mário Ferreira para os próximos cinco anos.

 

Cada um dos navios têm capacidade para 106 passageiros, distribuídos por 53 cabines e suites. O valor do negócio de construção do Viking Osfrid deverá rondar os 13 milhões de euros.

 

No final de Setembro passado, em entrevista ao Negócios, o presidente da Martifer garantia que a West Sea tinha já contratado 107 trabalhadores e reparado uma dezena de navios, prevendo fechar 2014 com uma facturação de quatro milhões de euros e resultados positivos.

 

O Negócios tentou, sem sucesso, contactar Carlos Martins e Mário Ferreira.

 

(Notícia actualizada às 12h46 com mais informação)




pub