A carregar o vídeo ...
Em direto Negócios Iniciativas

Glocal Matosinhos | Pensar Global Agir Local

Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Estimativa: Analistas prevêem quebra de 28% nos lucros da PT

Uma sondagem do Jornal de Negócios Online junto de 21 analistas sugere que os lucros das Portugal Telecom (PT), nos primeiros três meses de 2005, tenham registado uma quebra de 28% para 163 milhões de euros. Com as receitas praticamente inalteradas, os ba

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Em relação à Vivo, a operadora de telecomunicações móveis brasileira detida em parceria com a Telefónica Móviles, os especialistas referem que a empresa está neste momento a sofrer uma intensa pressão competitiva no mercado brasileiro.

«A Vivo anunciou resultados prévios de 416 mil novas adesões. Segundo as nossas estimativas, isto representa uma margem de 14% no mercado de novas adesões, o que desilude», referem os analistas da JP Morgan.

No que refere às operações da PT Multimédia, as expectativas dos analistas apontam para um forte crescimento na área da televisão por cabo. «Esperamos poucas notícias. Um crescimento forte é esperado na "payTV" e no cabo, com as receitas a crescer 13,5% e o EBITDA a aumentar 30,5% em relação ao trimestre anterior», menciona um «research» da Bear Stearns.

Regulação pressiona acções

As acções da PT, depois de quatro sessões de queda, seguiam com uma valorização de 1,17% para os 8,65 euros. O Banif Investment explica a recente queda das acções com «a pressão adicional por parte do regulador a nível doméstico, um factor que até agora tinha funcionado como um escudo protector para as acções».

«Com poucas notícias e indicações de um "buyback" modesto, o prémio com que a PT negoceia actualmente face aos pares do sector não é justificado, na nossa opinião, e reiteramos a recomendação de "underperform"», Bear Stearns.

Ver comentários
Outras Notícias