Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Estimativa: Vodafone Telecel lucra 101 milhões de euros no ano fiscal 2001/2002

A Vodafone Telecel deverá ter terminado o ano fiscal findo a 31 de Março de 2002 com lucros de 101 milhões de euros, enquanto as receitas deverão ascender a 1,019 mil milhões de euros, segundo as estimativas de 9 analistas contactados pelo Negocios.pt.

Negócios negocios@negocios.pt 03 de Maio de 2002 às 18:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Vodafone Telecel deverá ter terminado o ano fiscal findo a 31 de Março de 2002 com lucros de 101 milhões de euros, enquanto as receitas deverão ascender aos 1,019 mil milhões de euros, segundo as estimativas de nove analistas contactados pelo Negocios.pt.

Para o ano fiscal de 2001 / 2002, a Vodafone Telecel deverá ter obtido um lucro de 101 milhões de euros, contra os 80,3 milhões de euros conseguidos no período homólogo de 2000 / 2001.

Os resultados do segundo maior operador móvel nacional no último ano fiscal foram impulsionados pelo encaixe extraordinário resultante da venda de 80% do portal «business-to-consumer» Telecel Online ao Grupo Vizzavi Europe, «o que se traduziu num impacto positivo nos resultados líquidos» de 19 milhões de euros.

Os resultados líquidos por acção (EPS) segundo as estimativas do Commerzbank, deverão ser 0,49 euros.

As receitas da operadora móvel liderada por António Carrapatoso no ano terminado a 31 de Março deverão ter ascendido aos 1,019 mil milhões de euros, acima dos 899,3 milhões de euros conseguidos em igual período do ano anterior.

O EBITDA, ou «cash-flow» operacional deverá ter totalizado os 29 milhões de euros segundo a média dos oito analistas contactados, contra os 252,9 milhões de euros obtidos no ano anterior.

Os lucros da Vodafone Telecel cresceram 34% nos primeiros nove meses do ano para os 83,9 milhões de euros, ou 0,39 por acção. As receitas operacionais aumentaram 15,6% para os 771,7 milhões de euros, enquanto o EBITDA ascendeu aos 213,2 milhões de euros.

Num estudo datado de 3 de Maio, o Commerzbank diz esperar um forte crescimento nas receitas e EBITDA da empresa, mas continua a afirmar estar preocupado com o comportamento das receitas médias mensais por cliente (ARPU).

Para o primeiro trimestre deste ano, o quarto do ano fiscal da Vodafone Telecel, o Commerzbank estima nova quebra do ARPU devido aos cortes nas tarifas impostos pelos reguladores, lembrando a quebra deste indicador por parte da líder no sector, a TMN, operadora móvel do grupo Portugal Telecom.

As acções da Telecel Vodafone [TLE] encerraram na sexta-feira com uma desvalorização de 4,05% para os 7,35 euros. Desde o início do ano, os títulos da operadora acumularam uma queda de 18,33%, contra a descida de 6,82% do índice nacional de referência PSI20.

A Vodafone Telecel desvendará as suas contas no próximo dia 7 de Maio, ainda antes da abertura dos mercados.

New Page 1
* milhões de euros Lucros líquidos Receitas EBITDA
SSSB 105 1.034 288
BCP Investimento 102 1.024 280
Caixa Valores 100.4 1031.4 264.6
SCH 102,8 1.021,6 280,8
Bear Stearns 105,9 1.035,9 286,7
Lehman Brothers  93 1.012 284
Commerzbank   1.036 281
Lisbon Brokers  95,4 959 269
Banco Finantia 103 1.017 279
Média 101 1.019 279

Por Pedro Carvalho

Ver comentários
Outras Notícias