Turismo & Lazer Estoril-Sol aumenta lucros para 2,5 milhões

Estoril-Sol aumenta lucros para 2,5 milhões

As maiores receitas de jogo permitiram à maior concessionária de casinos em Portugal melhorar os seus resultados. Dos três casinos da Estoril-Sol, apenas o Casino de Lisboa deu lucro até Junho.
Estoril-Sol aumenta lucros para 2,5 milhões
Miguel Baltazar/Negócios
Wilson Ledo 29 de agosto de 2016 às 18:02

A Estoril-Sol registou lucros de 2,5 milhões de euros no primeiro semestre de 2016. O valor compara com os 779 mil euros do período homólogo, representando uma subida de 228%. A contribuir para o resultado está a tendência de crescimento das receitas de jogo iniciada em 2015, justifica a dona dos casinos de Lisboa, do Estoril e da Póvoa.

O resultado obtido deve-se à "combinação favorável da evolução positiva das receitas de jogo, da redução substancial dos encargos financeiros suportados e da manutenção da restante estrutura de custos operacionais do grupo Estoril-Sol", pode ler-se no documento enviado esta segunda-feira, 29 de Agosto, à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.


No período em análise, as receitas da maior concessionária de jogo em Portugal cresceram 3,2%, aproximando-se dos 91 milhões de euros. A subida efectiva é de 2,6 milhões de euros.


Nesta rúbrica, a Estoril-Sol fica atrás do ritmo de crescimento das receitas de jogo geradas durante o primeiro semestre de 2016 pelos casinos portugueses, que cresceram 4,5% atingindo os 142 milhões de euros. A subida efectiva é de seis milhões.


Só o Casino de Lisboa deu lucro

Se analisados os resultados detalhados dos casinos da Estoril-Sol conclui-se que "apenas o Casino de Lisboa apresenta um resultado líquido positivo, sete milhões de euros". Estoril (900 mil euros) e Póvoa (2,6 milhões de euros) fecham o semestre com prejuízos, embora reduzindo em termos homólogos.


"Importa assim enfatizar que esta performance e os resultados líquidos apresentados pelos casinos explorados pelo grupo têm sido sucessivamente penalizados pelos impostos que incidem directamente sobre as receitas de jogo", explica a Estoril-Sol. No semestre, o grupo pagou 47,8 milhões de euros em Imposto Especial de Jogo, em comparação com os 46,7 do mesmo período de 2015.


Entrada no jogo online

A 25 de Julho, fora do período de resultados, a Estoril-Sol recebeu a terceira licença para explorar o jogo online em Portugal. Contudo, o dono dos casinos do Estoril e de Lisboa não vai sozinho a este novo mercado.


A Estoril-Sol Digital Online Gaming Products and Services é a nova empresa criada para explorar jogos de fortuna ou azar online e resulta de uma parceria com a belga Gaming1. Cada uma detém uma posição de 50%.


A Estoril-Sol é a primeira a ter um casino online, uma vez que as licenças atribuídas à 
Betclic Everest e à Bet Entertainment, ambas sediadas em Malta, incidiam sobre as apostas desportivas.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI