Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Execution acredita que a Brandes vai votar a favor da desblindagem da PT

A casa de investimento Execution considera que a Brandes vai votar a favor da desblindagem dos estatutos da Portugal Telecom (PT), apesar da accionista da operadora ter emitido um comunicado onde diz que não vai vender a participação na oferta pública de

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 23 de Fevereiro de 2007 às 11:02
  • Partilhar artigo
  • ...

A casa de investimento Execution considera que a Brandes vai votar a favor da desblindagem dos estatutos da Portugal Telecom (PT), apesar da accionista da operadora ter emitido um comunicado onde diz que não vai vender a participação na oferta pública de aquisição (OPA) a 10,50 euros.

A Brandes detém 7,36% do capital da empresa e "acredita que 10,50 euros por acção está significativamente abaixo do valor justo da Portugal Telecom", diz a empresa num comunicado ontem divulgado e citado pela Bloomberg.

A Execution considera que esta posição é "curiosa" já que a Brandes diminuiu a participação na PT de 8,5%, detidos no início do ano segundo a Bloomberg, para os 7,36%, o que significa que a empresa vendeu acções abaixo dos 10,50 euros, já que as acções da PT nunca tocaram neste valor.

A casa de investimento ressalva que o comunicado se refere apenas à venda da posição na PT na OPA, não adiantando qual a sua posição quanto à desblindagem dos estatutos, agendada para a assembleia geral que vai decorrer a 2 de Março.

"Acreditamos que a Brandes vai votar a favor da emenda a 2 de Março para preservar a opção de vender a 9 de Março, possivelmente a um preço mais elevado", diz a casa de investimento. Contudo a Sonaecom [snc] só poderá rever em alta novamente a contrapartida da OPA caso surja uma oferta concorrente.

"Por outro lado, se a Brandes votar contra a proposta da AGE [assembleia geral extraordinária], isto eleva os votos de oposição para os 20% do capital", para que a oferta da Sonaecom vingue, a empresa liderada por Paulo Azevedo "precisará de outros 40%" do seu lado para que a desblindagem dos estatutos seja aprovada, ressalva a Execution.

Ver comentários
Outras Notícias