Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Executivas processam bancos de Londres por discriminação sexual

As executivas da banca da “city” de Londres têm vindo a processar os seus empregadores, alegando disciminação sexual. Para além de referirem diferenças a nível de bónus entre homens e mulheres, as executivas contestam despedimentos sem justa causa.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 31 de Outubro de 2003 às 17:39
  • Partilhar artigo
  • ...

As executivas da banca da “city” de Londres têm vindo a processar os seus empregadores, alegando disciminação sexual. Para além de referirem diferenças a nível de bónus entre homens e mulheres, as executivas contestam despedimentos sem justa causa.

Os processos recaem sobre bancos como Crédit Suisse First Bóston, Goldman Sachs e J.P Morgan Chase de tal forma que estes estão a ponderar alterações à maneira como contratam, pagam e promovem os seus funcionários.

A “city” londrina é o segundo maior distrito financeiro em todo o mundo, empregando 302 mil pessoas e albergando o maior mercado cambial e a segunda maior bolsa de valores, com cerca de 13,5 mil milhões de libras negociados diariamente.

“Apesar de já muita coisa ter mudado, as mulheres continuam a ter que enfrentar descriminação na city”, declarou à Bloomberg, Patrícia Hewitt, secretária na área da indústria e comércio.

A mesma fonte explica que “tem preocupações com a falta de transparência e de objectividade que rodeia algumas decisões dos empregadores relativamente a atribuições de bónus, o que pode muitas vezes fazer com que homens e mulheres sejam vistos de forma desigual”.

Outras Notícias