Empresas Expresso: Portugueses processam Facebook. Pedem 1,2 mil milhões

Expresso: Portugueses processam Facebook. Pedem 1,2 mil milhões

O semanário avança, este sábado, que a Deco é a responsável por uma acção judicial por uso indevido de dados contra a rede social. Pede uma indemnização média de 200 euros para cada utilizador.
Expresso: Portugueses processam Facebook. Pedem 1,2 mil milhões
Reuters
Negócios 30 de junho de 2018 às 12:01
As acções de defesa dos consumidores de Portugal, Espanha, Itália e Bélgica definiram uma estratégia comum para processar o Facebook por uso indevido de dados. No caso nacional, a acção judicial dará entrada "brevemente" num tribunal cível de Lisboa pela mão da Deco, revela o Expresso. Em Maio, a rede social norte-americana admitiu que até 63 mil portugueses podiam ter sido vítimas de roubo de dados pela Cambridge Analytica.
A Deco, tal como as congéneres europeias, vai pedir uma indemnização média de 200 euros por cada utilizador. As associações de defesa dos consumidores dos quatro países entendem que todos os cidadãos com conta no Facebook, e não apenas aqueles cujos dados foram usados, têm direito a ser indemnizados. Em Portugal, estima-se que haja cerca de 6,4 milhões de utilizadores. O valor da indemnização pedida foi calculado com base no tempo de antiguidade dos utilizadores na rede social.
A Deco não afasta a hipótese de acções judiciais contra outras empresas do grupo do Facebook, como o Instagram. Devido às diferenças da legislação nos países europeus, as quatro acções judiciais não deram entrada ao mesmo tempo.
Este processo surge na sequência do escândalo Cambridge Analytica, uma empresa de consultoria política britânica que terá usado de forma indevida dados de 87 milhões de utilizadores para ajudar a eleger Donald Trump e que teve também um papel decisivo no resultado do referendo sobre o Brexit.



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI