Empresas Farmacêutica Sanofi corta 600 empregos em França

Farmacêutica Sanofi corta 600 empregos em França

A redução laboral corresponde a cerca de 2% do total de trabalhadores da empresa e vai ser feita ao longo de três anos, num contexto de redução de custos. A maioria dos colaboradores deverá sair por aposentação.
Farmacêutica Sanofi corta 600 empregos em França
Paulo Zacarias Gomes 02 de fevereiro de 2016 às 17:02

A empresa farmacêutica Sanofi vai cortar 600 postos de trabalho e quase 300 novas vagas na sua operação em França, anunciou esta terça-feira a companhia aos sindicatos.

A redução laboral, que é noticiada pela Bloomberg, corresponde a cerca de 2% do total de trabalhadores da empresa e será feita ao longo de três anos, num contexto de redução de custos.

As saídas serão voluntárias e feitas em grande parte através de aposentações, sem impacto nas áreas de investigação e desenvolvimento, que estão directamente envolvidas no projecto anunciado esta terça-feira para prevenir a infecção e doença transmitida pelo vírus zika.

Contudo, as 296 vagas que seriam criadas nestes dois domínios deixarão de existir, disse àquela agência o sindicalista Thierry Bodin, o que eleva o corte total de postos de trabalho para próximo de 900.

A administração da empresa tem em curso um programa de corte de custos de 1.500 milhões de euros até 2020. A Sanofi, que opera no sector farmacêutico, produção de vacinas e saúde animal, emprega mais de 110 mil pessoas em mais de 100 países e é a quarta maior empresa do sector no mundo em vendas, de acordo com o site da companhia. Em Portugal, emprega 150 colaboradores.


Os títulos da Sanofi recuam 2,05% para 75,16 euros na bolsa de Paris.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI