Banca & Finanças Febase quer aumento salarial de 3% para os bancários

Febase quer aumento salarial de 3% para os bancários

Para sustentar este aumento, a Febase alega um contexto macroeconómico "mais favorável", depois de vários anos de "profunda crise económica" e de políticas de austeridade impostas pelo programa de assistência financeira.
Febase quer aumento salarial de 3% para os bancários
Lusa 16 de janeiro de 2018 às 20:03

A Federação do Sector Financeiro (Febase) informou hoje que formalizou, junto das instituições de crédito, uma proposta de aumento salarial de 3% para 2018.

 

"Os Sindicatos dos bancários da Febase enviaram já a todas as instituições de crédito subscritoras de convenções colectivas, uma proposta de aumento salarial de 3% para 2018", disse, em comunicado, a federação.

 

Para sustentar este aumento, a Febase alega um contexto macroeconómico "mais favorável", depois de vários anos de "profunda crise económica" e de políticas de austeridade impostas pelo programa de assistência financeira.

 

"O ano de 2018 deverá, de acordo com todas as previsões nacionais e internacionais, terminar com um crescimento de 2,6%, dinamizado pelas exportações, pela retoma da procura interna e, de forma menos intensa e ainda frágil, pelo investimento, o que permite que, pela primeira vez em muitos anos, a economia portuguesa esteja novamente a convergir para a média comunitária", acrescentou. 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Mr.Tuga 17.01.2018

Mais do que JUSTO!
Mamões pouparam MILHOES e MILHOES com as reestruturações e reduções brutal de pessoal!

Regressaram aos LUCROS FABULOSOS, mas armam-se em vitimas e insistem no discurso miserabilista dos "desafios e exigências"....

TRETAS!!!
Só encher bolsos de XEOS e administradores!

pub